Menu

Floresta amazônica está a caminho de se tornar um imenso pasto

  • Publicado em Acontece
  • Escrito por
  • Seja o primeiro a comentar!

O processo de devastação da Amazônia, agravado com a onda de incêndios sem precedentes na história, não é responsabilidade da baixa umidade do ar, como entende o ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles (Novo-SP). Apesar da seca, há mais umidade na região amazônica hoje do que havia nos últimos três anos, conforme estudo da Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (Ipam). E nem de ONGs ambientalistas ou de governadores da região Norte, como disse hoje (21) Jair Bolsonaro (PSL). Mas da ação de ruralistas que avançam seus domínios sobre a floresta, com o objetivo claro de transformá-la em pasto e assim fazer negócios lucrativos.

“Queimadas são a segunda ferramenta usada na destruição da floresta. Primeiro se retira o filé, que é a madeira. Quando seca o que sobrou, põe fogo. Nessa terra degradada é colocado o capim para se ter o pasto. É o processo de transição da floresta para pasto”, disse um fiscal de órgão ligado à pasta do Meio Ambiente que pediu para não ter a identidade revelada por temer represálias.

Fazendo referência ao dia “Dia do Fogo” conclamado por ruralistas mais comprometidos com a especulação imobiliária do que com a produção agrícola, o servidor acredita que o setor poderia abrigar ou financiar entidades que, acredita, seriam as verdadeiras ONGs por trás dos incêndios.

“Não é mais o Ibama que autoriza as queimadas, mas os estados. E nesse período crítico como agora, agosto, setembro, são proibidas em vários deles. Nesse período a legislação local não autoriza queima nenhuma. As queimas que acontecem, de um modo geral, são irregulares, aproveitando-se da época em que a seca está mais intensa”, afirmou.

Incêndios em áreas privadas ou em disputa judicial são combatidos pelo Corpo de Bombeiros dos estados. Em unidades de conservação, terras indígenas, territórios quilombolas e áreas de assentamento do Incra são responsabilidade do Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (Prevfogo), vinculado ao Ibama. Há casos em que os dois serviços atuam em conjunto.

Custeado em grande parte com recursos do Fundo Amazônia, o PrevFogo deverá enfrentar dificuldades com mudanças no caixa, principalmente depois que Noruega e Alemanha anunciaram bloqueios em seus repasses. O Fundo financia também projetos dos bombeiros de alguns estados, como de Mato Grosso, estado dos mais afetados pelas queimadas.

A situação é grave. Duas pessoas morreram em Rondônia no último dia 14, tragadas pelas chamas. Há animais mortos por toda parte, mata destruída e fumaça que se espalha por milhares de quilômetros, atravessando estados, levando doenças respiratórias. Em vez de transferir recursos urgentes para o combate às chamas e à prevenção de novos incêndios, com mais fiscalização às derrubadas, Bolsonaro põe a culpa na conta de siglas que ele nem sabe quais são.

Por Cida de Oliveira, da RBA

Leia mais ...

Von Braun: Assembleia na terça-feira (27) define pauta da campanha salarial

  • Escrito por
  • Seja o primeiro a comentar!

O SINTPq convoca todos os funcionários do Von Braun a participarem da assembleia que definirá as estratégias para a campanha salarial 2019/2020. A reunião acontece terça-feira, dia 27 de agosto, às 14h, no auditório da empresa.

Sindicato e funcionários debaterão sugestões e demandas que irão compor a pauta de reivindicação, além de discutirem o protocolo de negociação. Participe e contribua com esse importante momento.

EDITAL DE CONVOCAÇÃO

Pelo presente edital, o SINTPq – Sindicato dos Trabalhadores em Atividades (Diretas e Indiretas) de Pesquisa e Desenvolvimento em Ciência e Tecnologia de Campinas e Região, convoca todos os trabalhadores do Von Braun a participarem da Assembleia Geral Extraordinária, a ser realizada em 27 de agosto, às 14h, no auditório da empresa, para deliberar a seguinte ordem do dia:

1) Discussão e aprovação do Protocolo de Negociação;
2) Discussão, deliberação e aprovação da Pauta de Reivindicação referente à Campanha Salarial 2019/2020;
3) Campanha de Sindicalização
4) Outros assuntos.

Fica estabelecido que não havendo quórum, a Assembleia será realizada, em segunda convocação 30 minutos após, com qualquer número de presentes.

José Paulo Porsani
Presidente SINTPq

Leia mais ...

Assembleia no dia 26/08 avalia contraproposta da Fundepag

  • Escrito por
  • Seja o primeiro a comentar!

A direção da Fundapeg apresentou sua contraproposta para a campanha salarial 2019/2020. Com isso, os trabalhadores se reunirão em assembleia na segunda-feira, dia 26, para deliberar a aprovação ou recusa das condições oferecidas. O encontro acontece às 14h, no auditório do Ital.

A empresa ofereceu a recomposição salarial pelo IPCA do período (3,22%), além da manutenção das cláusulas e benefícios vigentes. Agora, cabe aos funcionários e funcionárias avaliarem se a contraproposta é suficiente para o encerramento da campanha salarial.

Participe da assembleia de segunda-feira, convide seus colegas de trabalho e manifeste sua opinião nesse momento decisivo. Quanto mais pessoas na assembleia, mais representativa ela será.

EDITAL DE CONVOCAÇÃO

Pelo presente edital, o SINTPq – Sindicato dos Trabalhadores em Atividades (Diretas e Indiretas) de Pesquisa e Desenvolvimento em Ciência e Tecnologia de Campinas e Região, convoca todos os trabalhadores da Fundepag a participarem da Assembleia Geral Extraordinária, a ser realizada em 26 de agosto de 2019, às 14h, no auditório do Ital, para deliberar a seguinte ordem do dia:

1) Deliberação da contraproposta da empresa para assinatura do Acordo Coletivo de Trabalho 2019/2020;
2) Campanha de Sindicalização;
3) Outros assuntos.

Fica estabelecido que não havendo quórum, a Assembleia será realizada, em segunda convocação 30 minutos após, com qualquer número de presentes.

José Paulo Porsani
Presidente SINTPq

Leia mais ...
Assinar este feed RSS