Menu

“O produto vendido pelo Facebook é o próprio usuário”, afirma coordenador do CTI em palestra no SINTPq

Desvendar as mudanças sociais causadas pelos novos meios de conexão em rede e suas perspectivas para o futuro. Esse foi o objetivo do Café SINTPq realizado na noite de ontem, dia 25, no auditório do Sindicato.

O debate foi conduzido pelo palestrante Claudio Romanelli, Coordenador Geral de Tecnologia da Informação do CTI Renato Archer, Mestre em Desenvolvimento Humano e Tecnologias, graduado em Engenharia Elétrica e professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP).

Em sua fala, Romanelli narrou o processo de desenvolvimento das redes digitais, iniciado na década de 1980, e chamou a atenção para a forma como as atuais empresas do setor garantem seu lucro com as informações dos usuários, que são vendidas sem consentimento para o mercado.

“Uma corporação como o Facebook dispõe um serviço gratuito, como ganham dinheiro com isso? Qual o produto que vendem? O produto vendido é o próprio usuário. Quando as pessoas pensam estar recebendo algo de graça, aceitam tudo”, comentou o palestrante.

As suspeitas de manipulação nas eleições presidenciais norte-americanas feita por hackers via redes sociais também foram abordadas por Romanelli. Segundo ele, países em que o poder econômico influencia diretamente o processo eleitoral e, por consequência, os cidadãos não escolhem seus candidatos através do debate de ideias e propostas, estão sujeitos a manipulações externas da opinião pública.

O evento foi transmitido ao vivo pela página do Sindicato no Facebook e seu conteúdo já está disponível na íntegra, confira.

A atividade foi resultado de uma parceria entre SINTPq e TIC em Foco, site especializado na produção e disseminação de dados e informações sobre tecnologia, inovação e comunicação, além da promoção de eventos e debates relacionados ao tema (www.ticemfoco.com.br).

Sobre o Café SINTPq
O Café SINTPq tem como objetivo abordar e difundir conhecimentos científicos e tecnológicos com a sociedade, mostrando como o trabalho dos pesquisadores interfere diretamente no cotidiano das pessoas. Nas edições anteriores, o Café SINTPq abordou temas como Software Livre, Impressão 3D, Biocombustíveis e Tecnologias Assistivas.

voltar ao topo