Menu

“Tinderização” populariza sistema de match em diferentes mercados

Você provavelmente já deve ter ouvido falar sobre a “uberização dos negócios”, que exemplifica o conceito de economia compartilhada e todas as novas startups que têm revolucionado diversos setores. O Uber, que originou o termo, é um deles: revolucionou o mercado de transportes compartilhados e hoje é a principal empresa deste setor no mundo. Assim como o Airbnb, que trouxe um novo modelo de aluguel de quartos, casas e apartamentos, e a Netflix, que apresentou uma nova forma de entretenimento por meio de streaming de vídeo.

O Tinder faz parte desta lista e, seguindo a linha de aplicativos inovadores que caíram no gosto popular, outro termo semelhante já começa a ser utilizado no mundo dos negócios com base no app de relacionamento: Tinderização.

O conceito é baseado no sucesso do Tinder, aplicativo criado há cinco anos, que busca encontrar o par ideal com base nas preferências dos usuários. Só no Brasil são 8 milhões de “matches” (quando um usuário aprova outro com gostos em comum) – o país é o terceiro no mundo em número de usuários, atrás apenas dos EUA e Reino Unido.

“Revolucionamos o mercado em vários fatores e hoje tem Tinder para tudo”, comenta Andrea Iorio, líder do Tinder na América Latina, durante participação no ConnectaImobi, evento promovido pelo VivaReal.

A grande inovação do aplicativo foi o sistema de match, que faz uma pré-seleção das preferências dos usuários para promover encontros com ideias em comum. Se o conceito é usado para encontrar o par ideal, por que não utilizar para encontrar um imóvel, um carro ou até mesmo um livro?

“Isso não acontecia nos sites mais tradicionais de relacionamento. Você podia mandar mensagem, mas não necessariamente a pessoa tinha afinidade e queria receber sua mensagem”, pontua Iorio.

Diversas empresas estão pegando carona no sucesso do modelo do Tinder para se posicionarem de forma inovadora em seus mercados. Mais do que uma estratégia de marketing – usando o exemplo de um app de sucesso -, a aposta é no modelo para facilitar a navegação dos usuários.

Um exemplo é a IT Mídia, que apresenta o “Tinder do Conhecimento”. O conceito será utilizado durante o IT Forum Expo 2017, evento que reúne as principais lideranças do setor de TI, em novembro, no Transamérica, em São Paulo (SP), quando os participantes poderão utilizar o aplicativo do evento para escolher os temas de sua preferência. Os itens podem ser exportados direto do LinkedIn ou ser customizados na própria ferramenta.

Com base nos temas de interesse dos usuários, o app, desenvolvido pela mobLee, usará técnicas de inteligência artificial para fazer os “matches” e promover encontros para participantes trocarem conhecimentos. No evento, haverá o Connect Square, área de conexão estruturada onde os visitantes se conectam após o agendamento via app.

Confira outros exemplos.

Tinder dos carros
O App do Automóvel utiliza o recurso mais famoso do aplicativo de relacionamento Tinder para sua ferramenta de negociação para troca, compra e venda de automóveis. O funcionamento é simples: dependendo do interesse do usuário, como: localização, categoria e cor, o aplicativo sugere perfis de automóveis que combinem entre si. Com um clique, é possível demonstrar interesse. Se o dono do carro em questão retribuir a curtida, é um match, e a negociação é iniciada.

Tinder da decoração
No mundo da decoração, Mariana Albuquerque e Guilherme Ommundsen utilizaram o conceito para fundar o Decoradornet, plataforma de atendimento on-line de projetos de decoração no Brasil. Com o sistema de match, a ferramenta permite que clientes escolham oportunidades a partir do estilo de decoradores. A ferramenta liga as afinidades dos gostos de ambos os lados.

Tinder dos imóveis
O App dos Imóvies se apresentou desde seu lançamento como o “Tinder dos Imóveis”. A ferramenta permite a opção de “gostei” e, quando o usuário que anunciou o imóvel retribui o elogio, será detectado o match e ambos serão avisados para iniciarem a negociação. O app elimina a necessidade de um corretor para intermediar a negociação.

Tinder dos livros
O recurso chegou também para a literatura. O app Book4You usa o modelo Tinder para encontrar leitores e autores interessados no mesmo tema. O foco é consumir o tema que o usuário se identifique.

Tinder dos Nerds
O Nerd Spell se apresenta como um aplicativo para conhecer pessoas nerd pelo mundo. “Nós nerds sabemos que um dos problemas em vida é encontrar pessoas com o mesmo interesse que os nossos especialmente se você quer marcar um encontro. Essa é a razão da existência do Nerd Spell. Nós criamos uma aplicação estilo jogo medieval que pode ajudar você a sanar esse problema de uma forma divertida”, define a página do app.

Outras inovações do Tinder
Iorio comenta que as inovações do Tinder vão além do recurso de match. Uma delas é a maneira de navegação, que exige uma escolha a cada passo. Ou seja, o usuário precisa interagir com a plataforma em todos os momentos ou não será enviado para as próximas telas. “Você não pode pular (um perfil) e não tomar a decisão para avançar”, explica. Trata-se de um gamification, que, segundo Iorio, deixa o app mais interessante e viciante.

“Essas pequenas inovações de produto fizeram com que o Tinder pudesse virar, assim como Aribnb e Uber, uma arquitetura de app aplicável a qualquer outro segmento”, finaliza.

GUILHERME BORINI
IT Forum 365

voltar ao topo