Menu

Mesmo com aprovação em assembleia, FEALQ pretende excluir benefícios do ACT

Após aprovação da proposta da empresa pelos funcionários, em assembleia no dia 5 de setembro, o SINTPq encaminhou a assinatura do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT), visando oficializar as condições aprovadas entre as partes. Entretanto, o departamento jurídico da Fundação informou que não aceitará uma série de cláusulas presentes no documento.

Os itens a serem excluídos são:

  • • Prêmio por triênio (Adicional de Permanência);
  • • Complementação de auxílio previdenciário;
  • • Auxílio funeral;
  • • Realização de homologações no Sindicato;
  • • Salário do Sucessor: Garantia de salário conforme a função para funcionários admitidos ou promovidos no lugar de outro demitido sem justa causa;
  • • Estabilidade após retorno de férias;
  • • Ausência de até 18 horas anuais para aperfeiçoamento profissional;
  • • Início das férias fora de sábados, domingos, feriados ou dia já compensado;
  • • Entrega ao Sindicato de documentos referente às condições de saúde no local de trabalho;
  • • Livre acesso às informações de domínio público;
  • • Manutenção de cláusulas mais benéficas firmadas em acordos anteriores.

A manifestação do jurídico foi uma surpresa, uma vez que a própria empresa havia formulado e apresentado a proposta aprovada pelos empregados. É a primeira vez que algo assim acontece na base de representação do SINTPq.

Como dito na última assembleia, sindicatos sem filiados e, consequentemente, sem o apoio de suas bases, sofrem com esse tipo de desrespeito por parte das empresas, que não os reconhecem como instrumento da vontade dos empregados. Neste momento, o SINTPq está enfrentando essa realidade na Fundação e segue dialogando com sua diretoria na tentativa de garantir o ACT aprovado.

Os profissionais da FEALQ, por sua vez, devem refletir e avaliar se pretendem garantir seus direitos nesta e nas próximas campanhas salariais. Após a última assembleia, mesmo com a obtenção de aumento real e uma série de conquistas, nenhum funcionário se sindicalizou. Agora, a empresa quer retirar os benefícios dos empregados. O que você acha que o Sindicato deve fazer? Mande sua opinião para O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Com o fim da contribuição sindical obrigatória, o SINTPq priorizará as campanhas salariais de empresas em que os trabalhadores reconheçam a importância do Sindicato na defesa dos seus direitos. Converse com seus colegas e reflita sobra a importância da sindicalização neste momento. Havendo novidades sobre as negociações, os trabalhadores e trabalhadoras serão informados.

voltar ao topo