Menu

Cargill garante data-base e sinaliza INPC

Após protocolo da pauta de reivindicação dos trabalhadores, a direção da Cargill garantiu a data-base de 1º de novembro. Com isso, os reajustes serão praticados de forma retroativa à essa data, mesmo que a negociação seja encerrada posteriormente. A garantia foi feita por escrito e pode ser conferida no link.

Na carta, a empresa também afirma que aguardará a divulgação do índice inflacionário do período para iniciar as negociações. Neste ponto, a direção da Cargill sinaliza que pretende praticar o reajuste pelo INPC, sendo que os funcionários reivindicaram o IPCA.

Uma eventual troca do índice inflacionário seria um gesto infeliz por parte da empresa. Em 2016, a Cargill optou pela correção conforme o IPCA, que estava menor que o INPC. Agora que o IPCA indica atingir um percentual maior, não seria coerente a utilização de outra referência.

Quando as negociações forem iniciadas, o Sindicato conversará sobre isso com a empresa, visando evitar esse tipo de situação.

Fique atento aos próximos comunicados. Havendo novidades, os trabalhadores e trabalhadoras serão informados.

voltar ao topo