Menu

Sindicato e CNPEM discutem demissões no CTBE

SINTPq e CNPEM se reuniram na última quinta-feira, dia 7, para debater as recentes demissões realizadas no CTBE. Segundo a direção do Centro, o motivo dos desligamentos foi o fim do projeto Dow, além da atual crise do setor tecnológico nacional.

Os representantes do CNPEM alegaram que o projeto não contaria com recursos do BNDES e, por esse motivo, tornou-se inviável. Com isso, o Centro decidiu desligar todos os profissionais inteiramente dedicados ao Dow.

Durante a reunião, o SINTPq protestou contra a falta de diálogo adotada pelo CNPEM. Caso o Sindicato tivesse sido informado previamente, alternativas diferentes da demissão sumária poderiam ter sido debatidas. A direção do SINTPq deixou claro que, persistindo os desligamentos, fará uma denúncia ao Ministério Público do Trabalho.

Em relação às homologações dos desligados, o SINTPq exigiu que as mesmas fossem feitas em sua sede, contando com seu apoio técnico e jurídico. Entretanto, a direção do CNPEM negou o pleito, alegando não possuir mais a obrigação de homologar junto ao Sindicato, em função da “reforma” trabalhista. Com o impasse, essa questão deverá ser discutida em assembleia na próxima campanha salarial.

Outro ponto criticado pelo SINTPq durante a reunião foi a instabilidade vivida no CTBE, com as constantes trocas de diretores nos últimos anos. Tal problema é uma reclamação dos trabalhadores e, segundo eles, atrapalha o desenvolvimento dos projetos e prejudica a imagem do laboratório junto ao mercado e a comunidade.

Apesar do momento de crise, a direção do Centro apresentou ao menos uma boa notícia durante a conversa com o Sindicato. No dia 5 de dezembro, o MCTIC empenhou mais de R$ 13 milhões em recursos para o CNPEM. Além disso, a previsão é que outros R$ 6 milhões sejam repassados até o fim do ano.

voltar ao topo