Menu

Assembleia aprova proposta da Monsanto e promove novas sindicalizações

Durante assembleia no dia 25, os profissionais da Monsanto aprovaram a contraproposta da empresa e encerraram a campanha salarial 2017/18.

O novo Acordo Coletivo estabelece reajuste de 2,5% para salários até R$ 8.050,00 e de 1,83%, percentual do INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), para remunerações acima desse valor.

A empresa também concordou com as cláusulas que garantem a manutenção das homologações no Sindicato e a equidade de tratamento para com seus profissionais, independentemente de sexo, cor, credo ou orientação.

Além disso, qualquer mudança nas relações de trabalho, seguindo as novas regras da “reforma” trabalhista, deverá ser previamente discutida com o SINTPq e os trabalhadores e trabalhadoras.

Sustentabilidade sindical

Após a aprovação do ACT, a sustentabilidade financeira do Sindicato entrou em pauta. Os funcionários aprovaram o desconto de 3,3% nos salários, em favor do SINTPq, divididos em seis parcelas iguais pagas a partir de fevereiro.

Os empregados poderão fazer a recusa individual do pagamento mediante apresentação de carta na sede do SINTPq até o dia 15 de fevereiro de 2018. Funcionários em férias durante esse período terão 20 dias após o retorno a suas atividades para apresentar a recusa.

Profissionais sindicalizados não precisarão entregar carta de recusa.

Sindicalização

Durante a assembleia, Sindicato e funcionários conversaram sobre a importância da sindicalização para o fortalecimento e manutenção da atividade sindical na Monsanto. Todos os presentes concordaram sobre essa importância e se filiaram na mesma hora.

voltar ao topo