Menu

Assembleia no dia 14 de maio delibera contraproposta do CTC

Devido ao encerramento da última assembleia, o SINTPq pretendia rediscutir com a empresa a cláusula 11 do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT), uma vez que até mesmo dirigentes do CTC levantaram dúvidas sobre a mesma. Entretanto, a empresa informou ao sindicato que não irá abrir qualquer debate sobre a campanha salarial. Dessa forma, uma nova assembleia foi marcada para o dia 14 de maio, às 8h, na portaria do Centro.

A empresa, por liberalidade, aplicou o reajuste oferecido, correspondente ao INPC. Porém, o abono de R$ 200,00 para profissionais com salário até R$ 3.000,00 não foi praticado, sendo condicionando à aprovação da proposta.

Mesmo sem a assinatura do ACT, as cláusulas do atual acordo permaneceriam válidas. Todavia, a direção do sindicato quer evitar prejuízos aos trabalhadores com menores salários e, por isso, decidiu pela convocação de outra assembleia.

No encontro, os funcionários irã deliberar a aprovação ou recusa da proposta de ACT apresentada pela empresa. Como não houve rediscussão sobre a cláusula 11, ela e todas as outras seguem com o mesmo conteúdo apresentado na assembleia anterior.

Caso aprovem o ACT em votação, os presentes decidirão em seguida sobre a sustentabilidade sindical e suas eventuais determinações. Se a proposta de acordo for recusada, a assembleia discutirá quais pontos julgam prioritários para uma nova rodada negocial.

A votação será feita de forma secreta, como já solicitado e determinado em assembleias anteriores. Compareça e venha registrar seu voto.

EDITAL DE CONVOCAÇÃO

Pelo presente edital, o SINTPq – Sindicato dos Trabalhadores em Atividades (Diretas e Indiretas) de Pesquisa e Desenvolvimento em Ciência e Tecnologia de Campinas e Região, convoca todos os trabalhadores do CTC a participarem da Assembleia Geral Extraordinária, a ser realizada em 14 de maio de 2018, às 8h, na portaria da empresa, para deliberar a seguinte ordem do dia:

1) Deliberação da contraproposta da empresa para assinatura do Acordo Coletivo 2017/2018;
2) Havendo recusa da proposta da empresa: Deliberação quanto à instauração de greve;
3) Discussão e deliberação sobre a contribuição para sustentabilidade financeira do Sindicato;
4) Campanha de Sindicalização;
5) Outros assuntos.

Fica estabelecido que não havendo quórum, a Assembleia será realizada, em segunda convocação 30 minutos após, com qualquer número de presentes.

Régis Norberto Carvalho
Presidente SINTPq

voltar ao topo