Menu

Em votação, profissionais do Venturus encerram campanha salarial

O ano está em sua reta final e com ele também chega ao fim a campanha salarial 2018/19 do Venturus. Após diversas reuniões negociais, foi possível chegar à proposta aprovada hoje, dia 18, pelos funcionários em assembleia. O novo Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) garante:

  • • Reajuste salarial e do TA conforme o IPCA (4,56%);
  • • Reajuste do TR conforme o IPCA ou seguindo o aumento do restaurante, o que for maior;
  • • Licença paternidade de 20 dias;
  • • Abono de , no mínimo, 56%;
  • • Oficialização do Banco de Horas;
  • • Manutenção do calendário de dias pontes;
  • • Bolsa de Estudo, Certificação Técnica e Home Office - as mudanças foram divulgadas internamente (Workplace).

Em relação ao plano médico, a empresa afirmou estar buscando agendar uma reunião com a SulAmérica em janeiro de 2019. Outro ponto positivo a ser considerado foi a ampliação da licença paternidade, que passou de cinco para 20 dias.

Sobre o abono, é importante lembrar que a proposta inicial era de apenas 25%. Apesar da direção do Venturus não concordar com a participação dos funcionários na discussão das metas ao longo do ano, foi possível melhorar consideravelmente o percentual mínimo a ser pago. Isso foi possível graças à recusa dos funcionários na última assembleia e a insistência do SINTPq nas mesas de negociação.

Para os próximos anos, os mesmos desafios no bônus e nos dias pontes devem ser enfrentados. Por isso, é necessário que os funcionários e funcionárias trabalhem em conjunto com o SINTPq na defesa de seus direitos. Sem a campanha salarial e a renovação anual do ACT, que só pode ser feita pelo sindicato, a empresa poderia fazer as alterações que quisesse nesses dois pontos, pois não são regidos pela CLT. Reflita sobre essas questões e apoie o trabalho e representatividade do SINTPq tornando-se sócio.

Os detalhes da contribuição negocial serão divulgados após a assinatura do Acordo Coletivo de Trabalho. Fique atento aos próximos comunicados.

voltar ao topo