Menu

CTC: Assembleia no dia 14/02 avalia processo de dissídio coletivo

Mesmo com diversas reuniões negociais, o CTC insistiu em negar todos os itens presentes na pauta de reivindicações, deliberada pelos funcionários em assembleia. Além disso, a direção da empresa não apresentou formalmente qualquer justificativa para as recusas.

Entre as demandas rejeitadas estão o aumento real de 3% nos salários, licença maternidade de 180 dias e a redução da jornada de trabalho. A direção do CTC também tenta interferir na contribuição negocial, item que compete apenas à relação sindicato/trabalhadores.

Sem se justificar e demonstrando descaso com o processo negocial, a empresa aplicou o reajuste que considerava conveniente, em uma tentativa de desmobilizar seus profissionais.

Considerando que essa situação já foi vivenciada na campanha salarial passada, o sindicato propõe a abertura de processo de dissídio coletivo, pleiteando as reivindicações sumariamente negadas pela empresa. A proposta será discutida em assembleia no dia 14 de fevereiro, às 11h, na portaria do Centro.

A participação de todos é fundamenta neste momento de decisão. Convide seus colegas de trabalho, traga suas opiniões e contribua com o debate.

ASSEMBLEIA DOS TRABALHADORES DO CENTRO DE TECNOLOGIA CANAVIEIRA - CTC

Pelo presente edital, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Atividades (Diretas e Indiretas) de Pesquisa e Desenvolvimento em Ciência e Tecnologia de Campinas e Região - SINTPq, convoca todos os trabalhadores do CTC – Centro de Tecnologia Canavieira para que compareçam na Assembleia Geral Extraordinária que será realizada no próximo dia 14 de fevereiro de 2019 na portaria da empresa localizada na Fazenda Santo Antônio S/N – Caixa Postal 162 Bairro Santo Antônio em Piracicaba às 11h00 em primeira convocação e não havendo quórum às 11h30 em segunda convocação com qualquer número de pessoas presentes para DISCUSSÃO e DELIBERAÇÃO sobre a seguinte pauta: 1) Campanha Salarial 2018/2019 com autorização para que o SINTPq instaure ação judicial de Dissídio Coletivo; 2) Outros assuntos.

Campinas, 11 de fevereiro de 2019.

José Paulo Porsani
Presidente - SINTPq

voltar ao topo