Menu

Frentes parlamentares se unem em defesa das instituições públicas de ensino e pesquisa

 
Na última quarta-feira (13), o SINTPq esteve no auditório Teotônio Vilela acompanhando a reunião que marcou a fusão de duas frentes parlamentares da Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), a Frente Parlamentar em Defesa dos Institutos Públicos de Pesquisa e das Fundações Públicas do Estado de São Paulo e a Frente Parlamentar em Defesa das Universidades Públicas no Estado de São Paulo, ambas lideradas pelo Deputado Carlos Neder, que passarão a se chamar Frente Parlamentar em Defesa das Instituições Públicas de Ensino, Pesquisa e Extensão no Estado de São Paulo, sendo liderada agora pela deputada Bete Sahão. Essa frente objetiva dar continuidade ao espaço de debates sobre a realidade das instituições públicas, debate este que o SINTPq contribui desde 2015, data da criação destas frentes parlamentares.
 
A diretora de ciência e tecnologia do SINTPq, Priscila Leal, esteve presente na reunião, onde pode expor os recentes ataques que o movimento sindical tem sofrido, em conjunto com a falta de valorização do sistema de ciência e tecnologia dos atuais governos, e os consequentes danos à soberania nacional que estes ataques acarretam. Ainda em sua fala, teve a oportunidade de agradecer o deputado Carlos Neder pela contribuição na defesa aos institutos públicos de pesquisa e universidades públicas do estado de são paulo, e entregar uma placa de prata, em conjunto com as entidades representativas dos empregados (CRE e ASSIPT) do Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo - IPT, com a finalidade de concretizar esta gratidão. Agradeceu também a disposição da deputada Bete Sahão em aceitar o desafio de liderar a nova frente e colocou a disposição do SINTPq em contribuir com os debates da nova frente.

 

voltar ao topo