Menu

Amazul: Após mediação no TRT, sindicato iniciará dissídio coletivo

Na tarde de ontem, dia 24, SINTPq e Amazul participaram de mediação no TRT (Tribunal Regional do Trabalho) buscando um acordo para a campanha salarial. Infelizmente, a empresa apresentou apenas uma proposta de 1,5% de reajuste salarial, mantendo 0% nos benefícios.

Seguindo a deliberação da última assembleia realizada durante a greve, que determinou a reivindicação da correção dos salários e benefícios pelo IPCA, o sindicato se posicionou contrário à contraproposta apresentada pela Amazul na mediação, uma vez que seu aumento foi irrisório.

Diante do impasse, o desembargador mediador afirmou que todas as condições para a instauração de dissídio coletivo de greve estão dadas, reconhecendo o movimento realizado nos dias 21 e 22 de março e o atual estado de greve. Dessa forma, o SINTPq tomará as medidas necessárias para o início do processo nos próximos dias, já que empresa e governo deixaram claro que seguirão com suas propostas vexatórias.

A posição manifestada pelo desembargador foi extremamente importante, pois permite a instauração imediata do dissídio, além de representar uma sinalização positiva da Justiça do Trabalho.

Graças à greve realizada em março, será possível levar novamente para a justiça a decisão do reajuste nos salários e benefícios. Mais uma vez, fica claro que o engajamento e a luta coletiva são o único caminho para a garantia dos direitos dos trabalhadores, sobretudo diante de governos que não valorizam o desenvolvimento e a soberania nacional.

voltar ao topo