Menu

Dissídio Amazul 2019: Desembargadora apresenta proposta de conciliação

A audiência de conciliação entre SINTPq e Amazul, referente ao dissídio coletivo 2019, foi encerrada no final da tarde de ontem, dia 5. Durante a reunião, sindicato e empresa apresentaram seus respectivos argumentos perante a desembargadora e relatora Ivani Contini Bramante.

Após ouvir ambas as partes, a desembargadora apresentou a seguinte proposta de conciliação:

  • • Reajuste salarial de 2,5% a partir da data-base;
  • • Reajuste das demais cláusulas econômicas em 2,5% sem retroatividade à data-base, a partir de junho/2019;
  • • Cesta-alimentação no valor de R$ 600,00;
  • • Manutenção das cláusulas sociais preexistentes, na forma como vem sendo praticada atualmente;
  • • Pagamento dos dias parados, uma vez que trata de greve de data-base.

A empresa terá 10 dias para informar se aceita ou recusa essa proposta de conciliação. Após esse período, o sindicato deverá ser comunicado da decisão e, havendo qualquer fato novo, convocar assembleia com os trabalhadores no mesmo prazo para deliberação da categoria.

É importante lembrar que os trabalhadores da Amazul, conforme deliberado na última assembleia, continuam em estado de greve e assembleia permanente.

Confira o Termo de Audiência na íntegra.

voltar ao topo