Menu

25º Grito dos Excluídos toma as ruas do país em luto e luta

O dia 7 de setembro não é apenas marcado pela celebração da independência do Brasil, é nele também que acontece a 25º edição do “Grito dos excluídos”.  Nesta edição, o grito pretende denunciar os cortes de recursos para as universidades e bolsas de pesquisa, a reforma da previdência e, muito além do aspecto econômico, a crise ambiental sofrida pelo país.

É por esse motivo que UNE (União Nacional dos Estudantes) conclamou a população a usar o preto nas manifestações. O “luto” é uma resposta ao aumento do desmatamento da Amazônia.

O movimento, que nasceu na Igreja Católica, anualmente une movimentos populares, organizações e pastorais na busca de se fazer ouvir. Neste ano o lema é ‘Este sistema não vale: Lutamos por justiça, direitos e liberdade”.

Mais de 150 municípios, em todo os estados, confirmaram atos no dia da independência. Em Campinas, o Grito dos Excluídos terá concentração iniciada no Largo do Pará às 9h da manhã. São Paulo, os manifestantes se unirão a partir das 9h na praça Oswaldo Cruz.

O SINTPq, trabalhadores, estudantes, pastorais e ministérios somarão à marcha neste dia célebre na busca por melhores condições e manutenção de direitos.

voltar ao topo