Menu

Assembleias rejeitam contraproposta da Amazul e negociações continuam

Em assembleias na segunda e na quinta-feira, nas cidades de São Paulo e Iperó, os profissionais da Amazul discutiram as alterações sugeridas pela empresa no Acordo Coletivo de Trabalho (ACT).

Durante o debate, os trabalhadores concordaram com a utilização do INPC como correção dos salários e benefícios. Os presentes também concordaram com algumas alterações, propostas pela empresa, no texto de determinadas cláusulas do ACT.

Além de reajuste conforme a inflação nos salários e benefícios, os trabalhadores reivindicam a manutenção de direitos cruciais, como a complementação do auxílio doença e o vale refeição. Os turnistas também deixaram claro que não aceitam retirada de direitos.

Após a assembleia de ontem, o sindicato se reuniu com a empresa e apresentou todos os encaminhamentos das assembleias. Além disso, o SINTPq reforçou a cobrança pela manutenção do atual ACT até um novo ser assinado, destacando que tal medida é uma questão de bom senso.

Os representantes da Amazul presentes informaram que a posição dos trabalhadores será levada ao presidente da empresa. Outra reunião negocial foi marcada para o dia 17 de dezembro.

voltar ao topo