Menu

Em reunião com o SINTPq, Amazul anuncia prorrogação dos benefícios

Nesta terça-feira, dia 11, a direção da Amazul solicitou reunião de última hora com o sindicato. Preocupado com a deflagração de greve a partir de 5 de março, o presidente da Amazul anunciou a prorrogação dos benefícios até 31/03, mantendo o canal negocial aberto.

O sindicato assinou o termo de prorrogação e informou a manutenção das assembleias de 05/03, na entrada do expediente. Os diretores do SINTPq também reiteraram que os trabalhadores estão em assembleia permanente e que a supressão de qualquer benefício pode deflagrar greve a qualquer tempo.

Durante a conversa, o sindicato ponderou ainda que essas medidas paliativas não resolvem o problema e só aumentam o clima de indignação e insatisfação. Também foi cobrado empenho da Amazul na busca junto ao SEST pelo compromisso de manutenção dos benefícios até julgamento do processo de Dissídio Coletivo no TST (Tribunal Superior do Trabalho).

Após a reunião, o SINTPq consultou seu jurídico para a redação deste comunicado. O sindicato segue atento e preparado para adotar as medidas necessárias caso a Amazul desrespeite os benefícios dos funcionários.

Entenda o caso

As condições oferecidas pela empresa garantem apenas 50% do INPC como reajuste salarial. Tal proposta é inviável, pois está muito aquém do índice medido no período, que corresponde a 4,48%. Além disso, essa correção não contemplaria os benefícios econômicos. 

Apenas a questão do reajuste salarial já torna a contraproposta inaceitável, mas os ataques não param por aí. Caso as condições apresentadas sejam aprovadas, os funcionários perderão os seguintes benefícios:

  • • Complementação salarial por afastamento;
  • • Um dia de folga em caso de falecimento dos sogros;
  • • Possibilidade de compensação de um dia por mês para os trabalhadores resolverem assuntos de seu interesse;
  • • Pagamento de horas extras para os turnistas quando não usufruírem dos intervalos para refeição e descanso (substituindo as horas por indenização financeira sem impacto nas férias, 13º e FGTS).

Devido ao fim da ultratividade, decretado pela reforma trabalhista de 2017, a empresa ameaça constantemente cortar todos os benefícios atualmente praticados, uma vez que a validade do Acordo Coletivo de Trabalho terminou em 31 de dezembro.

Sobre a Amazul

A Amazônia Azul Tecnologias de Defesa S.A. – Amazul foi constituída em 2013 com o objetivo de promover, desenvolver, transferir e manter tecnologias sensíveis às atividades do Programa Nuclear da Marinha (PNM), do Programa de Desenvolvimento de Submarinos (Prosub) e do Programa Nuclear Brasileiro (PNB). Seu objetivo primordial é apoiar o desenvolvimento do submarino de propulsão nuclear, além de contribuir com pesquisas em radiofármacos. Hoje, a empresa conta com aproximadamente 1.800 funcionários.

voltar ao topo