Menu

Conselho do FGTS aprova orçamento de R$ 76,86 bilhões para 2015

  • Escrito por
  • Seja o primeiro a comentar!

O Conselho Curador aprovou nesta quinta-feira (06) os orçamentos Financeiro, Operacional e Econômico do FGTS para o exercício de 2015 e Orçamento Plurianual para o período 2016/2018.

De acordo com a proposta aprovada pelos conselheiros, serão aplicados R$ 76.8 bilhões nas áreas de habitação, saneamento básico e infraestrutura urbana em 2015, preservando esse mesmo valor para o quadriênio (2015 a 2018).

Para a área de habitação estão previstos investimentos de R$ 56.5 bilhões, sendo R$ 55.2 bilhões destinados a habitação popular e outros R$ 8.9 bilhões para subsídio a famílias de baixa renda.

Em saneamento básico estão previstos R$ 7.5 bilhões, sendo todo o investimento destinado ao programa Saneamento para Todos. Para a área de infraestrutura urbana serão aplicados R$ 12.8 bilhões pelo programa Pró-Transporte e 800 milhões em operações urbanas consorciadas.

“O Governo Federal mantém como prioridade os investimentos na área social. Os valores ganham volume gradativamente e a expectativa é que eles aumentem ao longo dos períodos”, disse Manoel Dias, que preside o Conselho Curador.

FGTS

Em 2013 o Fundo aplicou R$ 55,2 bilhões em habitação popular, R$ 4,5 bilhões em saneamento básico e R$ 3,5 bilhões em infraestrutura urbana, totalizando um orçamento executado de R$ 63,2 bilhões dos R$ 68,3 bilhões que haviam sido autorizados. Foram destinados ainda R$ 7,99 bilhões de subsídio a população de baixa renda, sendo R$ 6,9 bilhões direcionados ao programa Minha Casa, Minha Vida.

Para este ano o orçamento aprovado foi de R$ 72.6 bilhões, sendo R$ 57.8, bi para financiamento a habitação, R$ 8 bilhões a serem aplicados em infraestrutura urbana e R$ 5.2 bi para o setor de saneamento básico.

Em descontos, nos casos de financiamento a população de baixa renda - com ganhos familiares até R$ 3.275,00 - o FGTS disponibilizou R$ 8.9 bilhões, sendo R$ 6 bilhões destinados aos financiamentos no âmbito do Programa Minha Casa, Minha Vida.

Fonte: Ministério do Trabalho e Emprego

Leia mais ...

Sidi: trabalhadores rejeitam contraproposta da empresa para Campanha Salarial

  • Escrito por
  • Seja o primeiro a comentar!

Os funcionários do Sidi recusaram a contraproposta da empresa para a Campanha Salarial 2014/2015. A decisão foi tomada em uma votação unânime durante assembleia realizada na manhã desta quinta-feira, dia 6.

Uma contraproposta foi discutida entre os trabalhadores para ser encaminha à empresa. Nela são exigidos um aumento de 9,5% no vale refeição, elevando seu valor para R$ 573,78, e um reajuste no auxílio creche que estabeleça seu montante em R$ 300,00. Com relação ao reajuste salarial, os funcionários do Sidi reivindicam um aumento de 9,5% para salários até R$ 7.240,00, 9% para salários entre R$ 7.240,01 e R$ 14.480,00 e 8,5% para remunerações acima desse valor.

Três clausulas sugeridas pelo Sidi também foram discutidas na assembleia, sendo elas a criação de um banco de horas, permissão para realização de contratos de trabalho temporários e readequação do horário flexível. Em votação, os trabalhadores aceitaram discutir com a empresa as propostas para criação do banco de horas e elaboração de contratos temporários. A possibilidade de modificação do horário flexível foi reprovada durante a votação.

Ainda hoje, o SINTPq se reuniu com os representantes da empresa e expôs a deliberação da assembleia. Uma nova reunião de negociação ocorrerá no dia 17 de novembro, data que oferece à empresa tempo suficiente para refletir sobre o resultado da assembleia e apresentar uma proposta que atenda as reivindicações dos trabalhadores.

Leia mais ...
Assinar este feed RSS