Menu

Ministérios defendem a construção de novas políticas contra a desigualdade de gênero

  • Escrito por
  • Seja o primeiro a comentar!

O ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias, convocou na última sexta-feira (07) os movimentos sociais a participarem da construção de novas políticas públicas voltadas à redução da desigualdade de gênero no Brasil. Ele participou, em São Paulo, ao lado da ministra da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, Eleonora Menicucci, do 2º Seminário de Sociologia da Fundacentro sobre as condições de trabalho das mulheres. Ele destacou os avanços conquistados nos últimos 12 anos em relação às desigualdades sociais, mas admitiu que ainda falta muito para que o trabalhador e a trabalhadora brasileira tenham acesso a 100% do que têm direito.

"Um país rico é um país sem miséria e onde todos possam ser iguais", lembrou Manoel Dias ao falar do esforço da mulher para competir no mercado de trabalho mesmo enfrentando, muitas vezes, uma dupla jornada, cuidando da família e de suas carreiras profissionais. O ministro acrescentou que o momento do emprego no Brasil é bom para a discussão e encaminhamento de novas políticas públicas para a redução das desigualdades de gênero. Ele explicou que o mercado de trabalho tem avançado nessa direção. "Em 2013 o salário da mulher avançou quase 4%, enquanto o do homem avançou cerca de 3%, mas as desigualdades continuam. O Brasil só será justo no dia em que todos participarem da distribuição das riquezas", acrescentou.

A ministra Eleonora Menicucci destacou o papel da Fundacentro na pesquisa e no desenvolvimento de políticas públicas e lembrou que a defesa da igualdade de gênero não é apenas uma questão de números e estatísticas. "É cada vez maior o desafio que temos que enfrentar para garantir a igualdade" observou. Para a ela, "o Brasil, com todas as riquezas e possibilidades, não pode conviver com a desigualdade de trabalho e salários entre homens e mulheres".

Fonte: Ministério do Trabalho e Emprego

 

Leia mais ...

SINTPq prestigia inauguração do Coletivo de Cultura Digital Revoada

  • Escrito por
  • Seja o primeiro a comentar!

O SINTPq acompanhou na tarde desta sexta-feira, dia 7, a inauguração do Coletivo de Cultura Digital Revoada. O evento foi realizado às 14h no Espaço CISGuanabara e contou com a presença dos criadores e parceiros do Coletivo. A atividade apresentou os principais objetivos dos organizadores e discutiu possíveis projetos e parcerias futuras.

A equipe do Coletivo Revoada é formada por ativistas, acadêmicos e educadores que visam cultivar novos projetos em torno da cultura digital na região de Campinas. “Nosso principal objetivo é fazer com que as novas tecnologias sejam acessíveis para os setores mais carentes da sociedade por meio de cursos, seminários, palestras e outras atividades”; afirma Odair Marques da Silva, membro do coletivo e coordenador do CISGuanabara.

O Revoada também surge com o objetivo de se tornar uma referência nas discussões sobre tecnologia realizadas na cidade. É o que garante a pedagoga e cofundadora do coletivo, Helena White. “Queremos ser um grupo de encontro para discussões e que nos procurem quando o assunto tecnologia entrar em pauta. Queremos ser uma referência e assim influenciar políticas públicas nessa área”, ressalta.

No próximo dia 4 de dezembro o Coletivo Revoada fará uma nova reunião para definir seus futuros projetos e atividades. Mais informações estão disponíveis no site do coletivo.

por Ricardo Andrade

Leia mais ...
Assinar este feed RSS