Menu
Noticias

Noticias (3548)

Conheça alguns motivos para ser sócio do SINTPq

  • Publicado em Noticias
  • Escrito por
  • Seja o primeiro a comentar!

Diversos profissionais, quando chegam às empresas que representamos e são convidados a se sindicalizarem, perguntam: Quais as vantagens em ser sócio? Quanto iria me custar? O valor da mensalidade associativa corresponde a 1% do salário líquido mensal. Dessa forma, uma pessoa que recebe R$ 3.000,00 líquido, por exemplo, pagaria apenas R$ 30,00 ao mês. Acompanhe abaixo alguns dos benefícios da filiação e veja como a relação custo-benefício é favorável ao trabalhador.

Quando o trabalhador faz a opção por ser sócio do sindicato de sua categoria, ele escolhe participar ativamente das ações que vão assegurar respeito ao seu trabalho, além de conquistas sociais e trabalhistas para toda a categoria.

Com a sindicalização, a representatividade do sindicato é ampliada e isso fortalece a instituição durante as campanhas salariais. As empresas com mais sócios são justamente as que obtiveram mais conquistas nas relações de trabalho durante os últimos 27 anos de sindicato.

Muitos dos benefícios praticados hoje nas 35 empresas representadas pelo SINTPq foram garantidos graças ao constante trabalho de diálogo com os funcionários e negociação com as empresas. Como exemplos desses benefícios, considerando todas as empresas, podemos citar:

• Reajustes salariais anuais (muitas vezes com ganhos acima da inflação)
• Auxílio Refeição e Auxílio Alimentação
• Auxílio Creche
• Licença maternidade de 180 dias
• Licença paternidade de 20 dias
• Plano de saúde
• Previdência complementar
• Estabilidade pré-aposentadoria

Entre outras conquistas.

Nada melhor do que um bom descanso para recuperar as energias, não é mesmo? O SINTPq disponibiliza três apartamentos na praia para utilização de seus associados. Dois deles localizados na praia das Toninhas e um na praia Grande, todos em Ubatuba-SP.

Com diária fixa de R$70,00 (valor total da diária, e não por pessoa), nossas associadas e associados podem desfrutar junto de seus familiares momentos de lazer com toda infraestrutura e segurança. 

É época de vestibulares de inverno e o SINTPq conta com uma série de convênios com diferentes universidades. As parcerias garantem até 30% de desconto para os sindicalizados. Na maioria dos convênios, o valor do desconto supera o custo mensal da filiação. O benefício também é válido para os dependentes dos associados. Para utilizar os convênios, basta solicitar um voucher pelo e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.. Entre as opções, estão instituições reconhecidas, como ESAMC, USF, Grupo Cruzeiro do Sul, Metodista, UNIMEP e Unip.

Confira a lista completa de convênios educacionais

Além de parcerias com universidades, o SINTPq possui mais de 30 convênios com escolas de idiomas, hotéis, agências de viagens, academias, seguradoras e muitos outros. As opções são muitas e todas oferecem descontos e vantagens aos sócios do sindicato.

Veja a relação completa de parcerias

O SINTPq disponibiliza orientação jurídica gratuita para todos os associados e preços diferenciados para ações trabalhistas e cíveis por meio do escritório de advocacia Cremasco, com atendimento em Campinas e São Paulo. 

O sindicato tem muito mais para oferecer aos seus associados. Nosso maior bem são os trabalhadores e nossa responsabilidade é defender os interesses da categoria. Com o fim do imposto sindical, só conseguiremos manter nossas atividades com o apoio e filiação dos trabalhadores ao sindicato. Preencha o formulário de sindicalização e nos ajude nessa luta.

Leia mais ...

Parceria do SINTPq oferece cursos de especialização e qualificação profissional

  • Publicado em Noticias
  • Escrito por
  • Seja o primeiro a comentar!

O SINTPq está desenvolvendo um trabalho conjunto com Flávio Marasca, consultor e gerente de projetos, para disponibilizar cursos específicos para a categoria. As opções são voltadas para profissionais que atuam em projetos nas áreas de ciência e tecnologia e também em setores administrativos diversos. Os conteúdos abordam desde gerenciamento e planejamento de projetos, com base no PMI – PMBOK, até ferramentas práticas, como Excel e recursos avançados do Office.

Os cursos têm carga horária de 16 horas, divididas igualmente em quatro aulas, e serão realizados na sede do SINTPq, em Campinas-SP. Sócios do sindicato contam com 20% de desconto nos valores. O horário das aulas será combinado com os interessados. Para a realização de cada curso, são necessárias, no mínimo, cinco inscrições. O início está previsto para os primeiros dias de agosto.

Todas as aulas serão ministradas por Flávio Marasca, graduado em engenharia elétrica pela Unicamp e ex-funcionário do CPqD, onde trabalhou por 23 anos. Marasca atua como gerente de projetos e engenheiro de desenvolvimento de soluções para Tecnologia da Informação e Comunicação - TIC, tendo participado de projetos de implantação de redes convergentes, infraestrutura de telecomunicações para redes elétricas inteligentes - Smart Grid e pesquisas com ambientes de computação em nuvem - cloud computing.

Com vasta experiência gerencial, Flávio Marasca também trabalha com assessoria empresarial para elaboração de planejamento estratégico e tático (plano diretor), além de ser professor e palestrante. Confira abaixo os cursos oferecidos.

ACESSE O FORMULÁRIO E FAÇA SUA INSCRIÇÃO

1. Curso prático (hands on): Planejando e gerenciando um projeto de forma eficiente e objetiva

Neste treinamento, o aluno aprende uma metodologia para planejar e gerenciar a execução de um projeto, baseada nas boas práticas do PMI - PMBOK e nas metodologias do SISP (governo federal). O aluno também elabora os templates de documentos, relatórios, planilhas e outros artefatos usados para o planejamento e documentação.

Carga horária: 16 horas (ministrados em 4 aulas de 4 horas) - com certificado de participação.
Investimento: R$ 280,00 por aluno | 20% de desconto para sindicalizados.
Requisitos: Cada aluno deverá trazer seu computador pessoal com editor de textos e planilhas (MS-Office, LibreOffice etc.).

2. Curso prático (hands on): Técnicas básicas e avançadas de edição de textos usando o Microsoft Word

Neste treinamento o aluno aprende as técnicas básicas e avançadas de edição de textos usando o MS-Word ao mesmo tempo em que cria um template de relatório técnico e/ou científico, seguindo a norma ABNT NBR 10719:2015. Inclui o uso do Zotero que simplifica e automatiza a criação, organização e citação de referências bibliográficas.

Carga horária: 16 horas (ministrados em 4 aulas de 4 horas) - com certificado de participação.
Investimento: R$ 280,00 por aluno | 20% de desconto para sindicalizados.
Requisitos: Cada aluno deverá trazer seu computador pessoal com Microsoft Windows.

3. Curso prático (hands on): Técnicas básicas e avançadas de edição de texto usando LibreOffice Writer

Neste treinamento o aluno aprende as técnicas básicas e avançadas de edição de textos usando o LibreOffice Writer e, ao mesmo tempo, cria um template para relatório técnico/científico, seguindo a norma ABNT NBR 10719:2015. Inclui o uso do Zotero que simplifica (automatiza) a criação, organização e citação de referências bibliográficas.

Carga horária: 16 horas (ministrados em 4 aulas de 4 horas) - com certificado de participação.
Investimento: R$ 280,00 por aluno | 20% de desconto para sindicalizados.
Requisitos: Cada aluno deverá trazer seu computador pessoal com Microsoft Windows ou Linux.

4. Curso prático (hands on): Técnicas Básicas e Avançadas de edição de planilhas usando o Microsoft Excel

Neste treinamento o aluno aprende as técnicas básicas e avançadas de edição de planilhas usando o MS-Excel e, ao mesmo tempo, cria várias planilhas úteis para seu dia a dia.

Carga horária: 16 horas (ministrados em 4 aulas de 4 horas) - com certificado de participação.
Investimento: R$ 280,00 por aluno | 20% de desconto para sindicalizados
Requisitos: Cada aluno deverá trazer seu computador pessoal com Microsoft Windows.

5. Curso prático (hands on): Técnicas Básicas e Avançadas de edição de planilhas usando LibreOffice Calc

Neste treinamento o aluno aprende as técnicas básicas e avançadas de edição de planilhas usando o LibreOffice Calc e, ao mesmo tempo, cria várias planilhas úteis para seu dia a dia.

Carga horária: 16 horas (ministrados em 4 aulas de 4 horas) - com certificado de participação.
Investimento: R$ 280,00 por aluno | 20% de desconto para sindicalizados
Requisitos: Cada aluno deverá trazer seu computador pessoal com Microsoft Windows ou Linux.

Leia mais ...

Confira as reivindicações dos trabalhadores com data-base em agosto

  • Publicado em Noticias
  • Escrito por
  • Seja o primeiro a comentar!

Durante o final de maio e início de junho, o SINTPq realizou assembleias de formação de pauta em oito empresas diferentes, todas com data-base em agosto. Nos encontros, os profissionais sugeriram e deliberaram as reivindicações que nortearão as negociações deste ano.

Em relação aos reajustes salariais, na maioria das empresas foi solicitada a correção pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), seguido de 3% de aumento real.

A licença maternidade de 180 dias tem sido um pleito frequente nos últimos anos, sendo obtido em diversas empresas da base. Nesta campanha salarial, os funcionários da Eurofins, FEALQ e Fundepag reiteraram essa reivindicação. No CNPEM, que já possui esse período de licença para as mães, o objetivo deste ano é conquistar a licença paternidade de 20 dias.

Alguns itens sugeridos pelo sindicato neste ano também foram discutidos e aprovados em todas as pautas. O objetivo é, entre outras coisas, prevenir retrocessos e arbitrariedades baseadas na ‘’reforma’’ trabalhista. Confira abaixo cada um dos itens:

  • • Ultratividade dos Acordos Coletivos de Trabalho, que garante a validade dos mesmos até que novos sejam assinados. Com a “reforma” trabalhista, as empresas não são mais obrigadas a cumprir os acordos após o seu vencimento;
  • • Continuidade das homologações no sindicato, respeitando a preferência do trabalhador e trabalhadora;
  • • Obrigatoriedade de negociação prévia da empresa com o sindicato antes de qualquer mudança baseada na nova legislação;
  • • Equidade de tratamento, independentemente do gênero, raça, cor, credo, orientação sexual, e qualquer outro aspecto pessoal da diversidade humana e social.

As pautas já foram enviadas para suas respectivas empresas, que, após análise das reivindicações, darão início às negociações. Assim que contrapropostas forem apresentadas, o SINTPq convocará assembleias para que os profissionais deliberem a aprovação ou recusa das mesmas.

Acordo Coletivo é a maior garantia do trabalhador

Infelizmente, muitas pessoas ainda desconhecem a importância dos acordos e negociações coletivas, conduzidas todos os anos pelo SINTPq. O alto índice de recusas à contribuição para sustentabilidade sindical em algumas empresas é uma prova dessa realidade.

O ACT é uma garantia aos direitos e vontades dos trabalhadores, que são discutidas e acordadas durante a campanha salarial. Sem ele, as empresas poderiam alterar livremente benefícios como auxílio alimentação, assistência médica, previdência complementar, estabilidade pré-aposentadoria, abonos, entre outros, pois não são questões regidas pela CLT. Também não há nenhuma lei que obrigue empresas a reajustar salários. Sem as negociações coletivas, os profissionais estariam à mercê da boa vontade de suas chefias.

O momento adverso vivido pelo País e pelos trabalhadores deve servir como ponto de reflexão sobre a importância da atividade sindical. Somente o fortalecimento da representatividade, por meio da sindicalização, poderá manter esse trabalho nas próximas campanhas salariais.

Leia mais ...

Eleições do SINTPq chegam ao fim e definem gestão 2018/2021

  • Publicado em Noticias
  • Escrito por
  • Seja o primeiro a comentar!

O SINTPq encerrou na quinta-feira, dia 14, mais um processo eleitoral. Ao todo, 423 profissionais sindicalizados, de 22 empresas diferentes, registraram seu voto, sendo 421 na chapa "Renovação e Luta" e dois votos brancos. Uma comissão eleitoral, deliberada em assembleia no dia 10 de abril, acompanhou todo o processo e realizou a apuração do resultado.

A votação teve três dias de duração (12, 13 e 14 de junho) e confirmou a chapa “Renovação e Luta” na direção do sindicato até 2021. O grupo é formado por 20 trabalhadores e trabalhadoras de nove empresas diferentes, sendo que nove deles são estreantes na diretoria do SINTPq.

O novo presidente será José Paulo Porsani, trabalhador do CPqD e um dos fundadores do sindicato. Segundo ele, os principais compromissos da gestão serão combater os retrocessos da “reforma” trabalhista, dialogar com setores que defendem o desenvolvimento da ciência nacional, representar os terceirizados e lutar contra a precarização da CLT.

A posse da gestão 2018/2021 acontece no dia 27 de julho. Conheça abaixo os trabalhadores e trabalhadores que formarão a próxima diretoria do SINTPq.

Leia mais ...

Eleições do SINTPq acontecem nos dias 12, 13 e 14 de junho

  • Publicado em Noticias
  • Escrito por
  • Seja o primeiro a comentar!

Nos dias 12, 13 e 14 de junho, o SINTPq passa por mais uma eleição para definir sua próxima gestão. Esse processo será marcado por uma significativa renovação da direção sindical, que terá nove integrantes novos.

No dia 28 de março, o prazo para inscrição de candidaturas foi encerrado com apenas um registro. A chapa inscrita, intitulada "Renovação e Luta", é composta por 20 trabalhadores e trabalhadoras de nove empresas diferentes. O candidato à presidência será José Paulo Porsani, profissional do CPqD e um dos fundadores do SINTPq.

"Um sindicato forte se faz com a presença dos trabalhadores e das trabalhadoras nas suas instâncias de decisão. Seguindo essa premissa, teremos diretores sindicais em várias empresas da base. Dessa forma, esperamos estreitar as relações com a categoria e garantir sua participação em todos os momentos", afirma Porsani ao avaliar os objetivos e desafios da gestão 2018/2021.

Uma assembleia para constituição da comissão eleitoral foi realizada no dia 10 de abril, na sede do sindicato. Essa comissão será responsável pelo andamento da eleição e contagem dos votos. Confira abaixo o calendário de votação nas empresas da base que possuem sindicalizados.

 

Nas últimas semanas, a chapa "Renovação e Luta" apresentou suas bandeiras e propostas à categoria:

  • • Defender a valorização do trabalho e lutar por aumentos reais nos salários;
  • • Ampliar o diálogo com setores que defendem o desenvolvimento da ciência e tecnologia nacional;
  • • Ampliar a comunicação com a categoria, utilizando novos canais e recursos digitais;
  • • Lutar pela valorização das aposentadorias e contra a reforma da previdência;
  • • Lutar por um país justo e democrático;
  • • Defender a equidade, seja ela de gênero, étnica ou de classe social, combatendo todo tipo de discriminação no ambiente de trabalho;
  • • Representar os terceirizados e lutar contra a precarização da CLT;
  • • Lutar pela valorização dos institutos e fundações públicas de pesquisa;
  • • Ampliar a participação da juventude no movimento sindical.

Conheça os 20 trabalhadores e trabalhadoras de empresas da base que concorrem à direção do SINTPq.

Leia mais ...

CPqD: Após retrocesso no plano médico, SINTPq prepara ação em defesa dos sindicalizados

  • Publicado em Noticias
  • Escrito por
  • Seja o primeiro a comentar!

Recentemente, a direção do CPqD (Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações) impôs aos seus funcionários uma coparticipação de 30% sobre os custos de exames e atendimentos médicos. Após assembleia com seus associados, realizada no dia 24 de abril, o SINTPq definiu ações para protegê-los desse grande retrocesso.

Inicialmente, será aberta nova negociação com o CPqD para evitar os prejuízos da coparticipação. Caso não haja acordo, o sindicato está autorizado a buscar a Justiça do Trabalho e representar seus sócios em uma ação coletiva.

O contrato do CPqD com a Unimed tem mais de 30 anos e a coparticipação nunca foi aplicada ou cogitada nesse período. Além disso, para a maioria dos funcionários sempre foi exigida a participação financeira por meio da TPPM (Tabela Percentual de Participação Mútua), sendo que os reajustes dessa contribuição nunca foram discutidos com os empregados.

Dessa forma, a assembleia entendeu como inaceitável a recente alteração no benefício, deixando claro que a crise financeira do CPqD não pode ser resolvida com o estrangulamento financeiro de seus funcionários.

Com a "reforma" trabalhista e a nova realidade sindical, o SINTPq, mais do que nunca, priorizará seus associados, pois são eles que garantem o funcionamento da instituição e sua representatividade perante a categoria. Dessa forma, os sindicalizados serão os beneficiários das futuras ações judiciais ou de medidas do sindicato relacionadas a problemas ocorridos fora das campanhas salariais.

Amparadas pela nova lei, diversas empresas da base estão atacando benefícios e impondo graves retrocessos aos empregados. Se você ainda não é sindicalizado, reflita sobre essa situação e torne-se mais um aliado do SINTPq na luta por melhores condições de trabalho.

Leia mais ...

Juízes contrariam reforma e exigem homologação no sindicato

  • Publicado em Noticias
  • Escrito por
  • Seja o primeiro a comentar!

O fim da obrigatoriedade das homologações no sindicato, determinado pela “reforma” trabalhista, tem causado muitos transtornos na base do SINTPq e no mercado de trabalho em geral. A mudança permite que as empresas dispensem funcionários sem a devida fiscalização das verbas rescisórias, deixando-os desamparados e vulneráveis a grandes prejuízos.

Contrariando a “reforma”, a Justiça do Trabalho começou a intervir nesta questão. Um exemplo aconteceu em abril deste ano, quando o juiz Gilvandro de Lelis Oliveira, da 4ª Vara do Trabalho de Ribeirão Preto (SP), vetou desligamentos na Companhia de Desenvolvimento Econômico de Ribeirão Preto (Coderp-RP) sem a realização de homologação pelo sindicato da categoria.

A decisão é liminar e prevê multa de R$ 1.000,00 para cada rescisão sem aval do sindicato. O juiz argumenta que os trabalhadores “poderão eventualmente sofrer prejuízos pela falta de assistência nas rescisões contratuais”.

A Convenção Coletiva de Trabalho da categoria já previa em sua cláusula 27 a realização das homologações pelo sindicato. Isso foi uma das bases da decisão do magistrado, que determinou o cumprimento da convenção.

Em março, uma decisão da 3ª Turma do Tribunal Superior do Trabalho considerou nulo o pedido de demissão de uma trabalhadora por não haver homologação no respectivo sindicato. Na reclamação trabalhista em questão, uma vendedora disse que foi coagida a pedir demissão após retornar da licença-maternidade “e sofrer intensa perseguição pela empresa”.

Em suas últimas campanhas salariais, o SINTPq vem buscado garantir a todos os trabalhadores a opção de homologar no sindicato. Essa garantia tem sido pleiteada por meio de cláusulas nos acordos coletivos de cada empresa. Nas próximas campanhas salariais deste ano, com data-base em agosto e novembro, o SINTPq incluirá esse item em todas as pautas de reivindicações.

Leia mais ...

Eleições 2018: Direção do SINTPq será renovada em 45%

  • Publicado em Noticias
  • Escrito por
  • Seja o primeiro a comentar!

Neste ano, o SINTPq passa por mais uma eleição para definir sua próxima gestão. Esse processo será marcado por uma significativa renovação da direção sindical, que terá nove integrantes novos.

No dia 28 de março, o prazo para registro de candidaturas foi encerrado com apenas uma inscrição. A chapa inscrita é composta por 20 trabalhadores e trabalhadoras de nove empresas diferentes. O candidato à presidência será José Paulo Porsani, profissional do CPqD e um dos fundadores do SINTPq.

Uma assembleia para constituição da comissão eleitoral foi realizada no dia 10 de abril, às 17h30, na sede do sindicato. Essa comissão será responsável pelo andamento da eleição e contagem dos votos. O processo eleitoral ocorrerá nos dias 12, 13 e 14 de junho.

Confira os 20 trabalhadores e trabalhadoras de empresas da base que concorrem à direção do SINTPq.

Alex Sander Zok

Amazul

Celso Luis Lacroux

CPqD

Cleber Cordovil

Amazul

Edson Takeshi Nakamura

NXP

Ellen Cristina Borges de Brito

CPqD

Fábio Roberto Zambello

CNPEM

José Paulo Porsani

CPqD

Katiucia Zanella

FACTI

Leandro Rodrigues de Oliveira

FIPT

Luciano Sumiyoshi

Venturus

Luiz Otavio Duarte

FACTI

Márcio Martins da Silva

CPqD

Maria Felomena Cássia de Jesus dos Santos

CPqD

Nilson Bueno de Oliveira

CPqD

Priscila Leal

IPT

Rafael Augusto de A. Barreto

Amazul

Régis Norberto Carvalho

IPT

Silvio Aparecido Spinella

CPqD

Valdeci Tonin

Oxitec

Vanessa da Silva R. Mendes Cirilo

Amazul

EDITAL DE CONVOCAÇÃO

De acordo com as disposições estatutárias, o presidente do SINTPq, convoca todos os trabalhadores e trabalhadoras de sua base de representação (Americana, Amparo, Araras, Arthur Nogueira, Atibaia, Bragança Paulista, Campinas, Casa Branca, Cosmópolis, Espírito Santo do Pinhal, Indaiatuba, Iperó, Itapira, Itatiba, Jaguariúna, Jundiaí, Leme, Limeira, Mococa, Mogi Guaçu, Mogi Mirim, Monte Mor, Nova Odessa, Paulínia, Pedreira, Piracicaba, Pirassununga, Rio Claro, Santa Bárbara D’Oeste, Santo Antônio de Posse, São João da Boa Vista, São José do Rio Pardo, São Paulo, São Roque, Sorocaba, Sumaré, Valinhos e Vinhedo) para:

1) Assembleia Geral Extraordinária para Eleição da Comissão Eleitoral, a realizar-se no dia 10 de abril de 2018 às 17h30 em primeira convocação e às 18h00 em segunda convocação com qualquer número de presentes, na sede do SINTPq em Campinas.

Régis Norberto Carvalho
Presidente SINTPq

Leia mais ...

SINTPq realiza pesquisa sobre equidade de gênero nas empresas

  • Publicado em Noticias
  • Escrito por
  • Seja o primeiro a comentar!

Em março de 2017, para celebrar o mês da mulher, o SINTPq realizou uma pesquisa de opinião com as trabalhadoras da base. O objetivo foi conhecer um pouco do ambiente de trabalho dessas mulheres e identificar possíveis discriminações de tratamento em relação ao gênero. A participação e os resultados obtidos na época foram muito positivos e resultaram na criação de uma cláusula de equidade de gênero, posteriormente inclusa nos Acordos Coletivos de Trabalho. Neste ano, o SINTPq deseja aprofundar esse debate realizando uma pesquisa mais completa. Acesse o link abaixo, responda as perguntas e ajude o Sindicato a pautar suas próximas lutas por melhores condições de trabalho.

PESQUISA DE OPINIÃO

Leia mais ...

SINTPq participa de dia nacional de luta contra a "reforma" da previdência

  • Publicado em Noticias
  • Escrito por
  • Seja o primeiro a comentar!

Na segunda-feira, 19 de fevereiro, trabalhadores e trabalhadoras de todo Brasil promovem um dia de luta contra a "reforma" da previdência. O SINTPq não ficou de fora e nas primeiras horas do dia participou de assembleia e paralisação promovida nas obras do Sirius, maior projeto da ciência brasileira, em Campinas. A mobilização foi promovida pelo Sindicato da Construção Civil, que dialogou sobre os retrocessos da "reforma" com os profissionais envolvidos na obra. Na Replan, refinaria da Petrobras localizada em Paulínia-SP, os petroleiros também paralisaram as atividades e realizaram protesto.

Ao final do dia, os diretores do SINTPq, Márcio Martins, José Paulo Porsani, Filó Santos e Celso Lacroux, participaram de manifestação no Largo do Rosário, no centro de Campinas. O ato teve início às 17h e reuniu mais de mil pessoas, que seguiram pelas ruas do centro até a prefeitura municipal.

Na capital paulista, os movimentos fecharam trechos das rodovias Régis Bittencourt, no Km 274, e Dutra, no Km 214. Metroviários distribuíram materiais em defesa da aposentadoria nas estações Jabaquara, Itaquera, Brás, Barra Funda, Luz, Tamanduateí e Capão Redondo. No final da tarde, todos os participantes das manifestações promoveram um ato unificado na Avenida Paulista.

Em São Bernardo do Campo, ocorreu desde a madrugada até as primeiras horas da manhã passeata chamada pela Frente Brasil Popular, saindo da frente do Sindicato da Construção Civil. Também no ABC, motoristas de Santo André e Diadema bloquearam diversos terminais. Pistas de trólebus e vias das cidades amanheceram ocupadas pelos trabalhadores.

Em Guarulhos, na grande São Paulo, houve paralisação dos motoristas de ônibus das linhas municipais e intermunicipais, em empresas como Vila Galvão, Real Transportes, Viação Arujá e Viação Campo dos Ouros.

Com povo na rua, Congresso recua

O presidente do Congresso Nacional, Eunício Oliveira (MDB-CE), determinou nesta segunda-feira (19) a suspensão da tramitação de todas as propostas de emenda à Constituição (PEC) enquanto vigorar o decreto de intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro, previsto até dezembro. A suspensão atinge mais de 190 propostas em andamento na Casa, entre elas a reforma da Previdência, que só pode ser feita por meio de uma PEC.

Para o presidente da CUT, Vagner Freitas, a decisão do presidente do Congresso é resultado da luta, da garra de trabalhadores e trabalhadoras, que fizeram o enfrentamento, disputaram a narrativa deixando claro que a proposta de Temer não é reforma é desmonte da Previdência pública.

Limpeza Florianópolis
Paralisados, trabalhadores da limpeza urbana realizam assembleia em Florianópolis 

 

bancários pa
Bancários fecharam matrizes do Banpará e do Banco da Amazônia em Belém 

 

fortaleza
Samba da Unidos do Tuiuti anima manifestantes em Fortaleza 

 

Havan
Protesto em frente à sede da Havan em Santa Catarina denúncia dívida à Previdência 

 

Esquina Democrática
Manifestantes na Esquina Democrática, em Porto Alegre 

com informações e redação de Rede Brasil Atual e CUT

Leia mais ...
Assinar este feed RSS