Menu

Trabalhadores de um dos maiores centros de pesquisa do país aderem à Greve Geral do dia 30

Campinas - Na manhã desta quarta-feira (28), profissionais do CNPEM (Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais), um dos maiores complexos de tecnologia do país, votaram pela adesão na Greve Geral convocada por Centrais Sindicais e Movimentos Sociais para o dia 30 de junho.

Por volta das 11h30 da manhã, uma assembleia com os trabalhadores foi convocada pelo SINTPq (Sindicato dos Trabalhadores em Pesquisa, Ciência e Tecnologia), em frente a portaria principal do Centro. Em decisão unânime, os trabalhadores deliberaram pelo não comparecimento no local de trabalho e apoio as mobilizações de rua que irão ocorrem em Campinas no dia 30.

O CNPEM é um dos mais importantes complexos de pesquisa e tecnologia de ponta do País. Localizado em Campinas SP, ele abriga dentre outros, o LNLS (Laboratório Nacional de Luz Síncrotron) que possui o único acelerador de partículas da América Latina. Toda a estrutura do Centro foi construída com tecnologia 100% Brasileira e oferece aos cientistas condições para realizarem pesquisas com nível de competitividade mundial.

A participação do trabalhadores do CNPEM na greve é reflexo direto do desmonte promovido pelo governo de Michel Temer na área de Ciência, Tecnologia e Inovação. Segundo a Academia Brasileira de Ciências, o MCTIC (Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações) terá durante 2017 o menor orçamento em pelo menos 12 anos. O total disponível será de R$ 2,8 bilhões - um corte de R$ 2,2 nos R$ 5 bilhões de fundos que o governo havia prometido. Os valores para este ano, anunciados no dia 30 de março pelo governo Michel Temer, representam um corte orçamentário de 44% contra a ciência brasileira.

Após o sucesso da paralisação realizada em 28 de abril, Centrais Sindicais e movimentos sociais convocaram nova Greve Geral para a próxima sexta-feira (30). Os profissionais do CNPEM somam-se a diversas outras classes trabalhadoras estão se mobilizando para fazer o Brasil parar mais uma vez a partir das 5 horas da manhã da próxima sexta-feira, através de atos e ações coordenados por 24 horas e protestos espalhados por todo o País contra as reformas, fora temer e diretas já.

No dia 30 de junho, Campinas deve contar com duas grandes manifestações em apoio a Greve Geral. A primeira ocorre às 11h da manhã com uma concentração no Largo do Rosário no centro de Campinas. Às 16h acontece um ato unificado pelo #ForaTemer e contra as reformas Trabalhista e da Previdência.

 Joel H.Silva - Redação SINTPq
Leia mais ...

CNPEM: Assembleia na quarta-feira delibera participação na Greve Geral

Centrais sindicais, sindicatos, movimentos sociais e diferentes entidades representativas de todo país realizam em 30 de junho um dia nacional de mobilização contra as reformas trabalhista e previdenciária. Atendendo à solicitação de profissionais do CNPEM, o SINTPq realizará uma assembleia para que todos os trabalhadores interessados em discutir a questão possam manifestar suas opiniões sobre a participação no movimento.

A assembleia acontece na quarta-feira (28), às 11h, na portaria principal do CNPEM. Serão discutidos os impactos das reformas e a adesão do Sindicato à Greve Geral.

Nossos direitos estão sob ataque e o momento exige engajamento. Com a aprovação da reforma, o acordo de trabalho poderá prevalecer sobre a legislação, o que colocará fim a garantia de praticamente todos os principais direitos trabalhistas existentes hoje. Além disso, o texto contém itens como a permissão para que grávidas trabalhem em local insalubre e aumento do limite da jornada mensal de trabalho.

Se a vida profissional dos trabalhadores em CT&I já está cada vez mais difícil com o corte de 44% no MCTIC, realizado pelo governo em março deste ano, a chegada à aposentadoria tornou-se ainda mais complicada. Com a reforma da previdência, homens e mulheres que não contribuírem pelo menos 25 anos não terão direito a se aposentar mesmo que alcancem a idade mínima de 65 anos. Para receber a aposentadoria integral nessa idade, o trabalhador terá que começar a trabalhar aos 16 anos, não pode ficar desempregado e ainda terá de contribuir durante 49 anos. O que é praticamente impossível.

Não fique alheio a esse momento crítico para a manutenção de nossos direitos. Venha participar da assembleia e manifeste sua opinião.

EDITAL DE CONVOCAÇÃO

O Sindicato dos Trabalhadores em Atividades (Diretas e Indiretas) de Pesquisa e Desenvolvimento em Ciência e Tecnologia de Campinas e Região, inclusive São Paulo – SINTPq convoca todos os trabalhadores do CNPEM para que participem da Assembleia Geral Extraordinária a ser realizada no dia 28 de junho de 2017, na portaria principal do CNPEM, às 11:00 em primeira convocação e não havendo quórum às 11:30 em segunda convocação com qualquer número de pessoas presentes para deliberar sobre a seguinte pauta:

1) Avaliação, discussão e deliberação para adesão à greve geral; 
2) Outros assuntos.

Régis Norberto Carvalho
Presidente SINTPq

Leia mais ...

CNPEM: Sindicato apresenta reivindicações dos trabalhadores

Após debate com expressiva participação dos trabalhadores, o SINTPq finalizou a redação da pauta de reivindicações e realizou seu protocolo junto à empresa. O documento foi deliberado pelos funcionários no dia 1º. A reunião contou com 123 presentes, maior público dos últimos anos para uma assembleia de formação de pauta.

Na ocasião, foram discutidas sugestões enviadas pelos trabalhadores anteriormente e outras apresentadas durante a assembleia. Em relação aos salários e benefícios econômicos, os funcionários concordaram em pleitear o reajuste conforme o IPCA do período, sendo acrescido 3% de ganho real e mais 1,74%, referentes as perdas sofridas na campanha salarial anterior.

Entre as demais reivindicações deliberadas, estiveram o aumento da licença paternidade para 20 dias, correta aplicação do plano de carreira, auxílio creche disponível também para a contratação de babás e ampliação do mesmo de 48 para 60 meses.

Confira aqui a pauta na íntegra

A direção do SINTPq também apresentou sugestões para a pauta que foram aprovadas pelos profissionais. Entre elas, destacam-se a apresentação por parte do CNPEM das atas da CIPA e documentos referentes às condições de saúde e segurança da empresa e a equidade de salários e oportunidades de promoção para as mulheres.

Outro ponto tratado no encontro foi a importância da sindicalização. Em empresas com alto percentual de filiados, o Sindicato possui maior representatividade e consequente poder de negociação perante as diretorias. Além de mencionar esse importante fator, o SINTPq apresentou aos trabalhadores os demais benefícios da associação, como apartamentos na praia, assessoria jurídica, convênios e devolução da contribuição sindical obrigatória.

A apresentação do SINTPq obteve resultado e, após a assembleia, o Sindicato obteve novas sindicalizações de profissionais do CNPEM. Se você ainda não é associado, conheça as vantagens e contribua com o fortalecimento do Sindicato e da categoria!

Assim que a direção do CNPEM apresentar sua contraproposta para o Acordo Coletivo, uma nova assembleia será convocada. Acompanhe o andamento das negociações e os próximos comunicados. Somente com profissionais inteirados e engajados será possível obter uma campanha salarial vitoriosa.

Leia mais ...
Assinar este feed RSS