Menu

Sem avanços, trabalhadores da Ezute aprovam proposta da empresa

Os profissionais da Ezute encerraram a campanha salarial 2017/18 após aprovação da contraproposta da empresa. A decisão foi deliberada em assembleia na tarde de ontem, dia 17.

O Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) aprovado garante a correção salarial apenas pelo INPC do período (2,08%), sem aumento real. O vale alimentação teve seu valor mantido em R$ 150,00 ao mês e itens como plano de saúde e redução da jornada não foram inclusos no ACT.

A divisão de valores diferenciados entre os vales alimentação e refeição e a implementação do home office no acordo foram as únicas melhorias obtidas nas relações de trabalho.

O SINTPq entende que a empresa poderia ter demonstrado maior consideração por seus profissionais, principalmente nas reivindicações que não representavam impacto financeiro.

Para a próxima campanha salarial, será fundamental que a Fundação adote uma nova postura e que os trabalhadores estejam ainda mais mobilizados. Somente com o engajamento de todos será possível obter condições de trabalho cada vez melhores na Ezute.

voltar ao topo