Menu

Dissídio Amazul 2019: Julgamento no TRT define 2,5% de reajuste em dissídio

Em julgamento na tarde de ontem, dia 23, a justiça se baseou na proposta oferecida anteriormente pela desembargadora responsável e rejeitada pelos funcionários em assembleia. Dessa forma, foi definido reajuste salarial de 2,5% a partir da data-base (janeiro).

O auxílio para filhos com necessidades especiais também deverá ser reajustado em 2,5% a partir da data de apresentação da proposta da desembargadora (junho). As demais cláusulas econômicas seguem com os valores atuais.

Será possível apresentar mais detalhes da decisão somente após a publicação do acórdão da sentença. Isso pode ocorrer ainda nesta semana. Portanto, mais informações serão passadas assim que possível.

voltar ao topo