Menu

Campanhas salariais com data-base em novembro mantêm direitos e poder de compra

Em um ano marcado pela pandemia e crise econômica, as negociações não foram nenhum pouco fáceis para o SINTPq e a categoria. Muitas empresas da base entraram, realmente, em situações delicadas com as consequências da pandemia. Já outras, infelizmente, tentaram apenas usar o momento para congelar salários e retirar benefícios.

Mesmo com as dificuldades, por meio de muito empenho e trabalho conjunto com a categoria, o sindicato conseguiu manter os direitos nas campanhas salariais com data-base em novembro e, na maioria delas, obteve a recomposição inflacionária. Confira a relação a seguir. Por "manutenção do acordo", entende-se a não retirada de direitos existentes.

  • Cargill: Manutenção do acordo + INPC nos salários e benefícios
  • CPQD: Manutenção do acordo + IPCA nos salários e benefícios + abono de R$ 1.500,00
  • CTC: Manutenção do acordo + INPC nos salários e benefícios
  • Daitan: Manutenção do acordo + IPCA nos salários e benefícios + 0,5% de aumento real
  • Eldorado: Manutenção do acordo + IPCA nos salários e benefícios
  • Bayer: Manutenção do acordo + INPC nos salários e benefícios
  • NXP: Manutenção do acordo + IPCA nos salários e benefícios
  • Syntech: Manutenção do acordo + 50% do IPCA-E
  • Venturus: Manutenção do acordo + IPCA nos salários e benefícios

Além das dificuldades nas negociações, o SINTPq precisou se adequar ao novo momento de distanciamento social. Ao longo do processo, foi possível adaptar as assembleias e votações para as ferramentas online, mantendo a proximidade e a participação dos profissionais da categoria.

O sindicato agradece a ótima participação dos trabalhadores e trabalhadoras nas campanhas salariais deste ano tão difícil. Que essa participação possa ser ainda maior em 2021, com mais funcionários nas assembleias, mais associados e novos profissionais da base compondo a diretoria do SINTPq. 

voltar ao topo