Rodada negocial é concluída e CPQD apresenta contraproposta

10/11/2021

Com reuniões nos dias 8 e 10 de novembro, SINTPq e CPQD concluíram nesta semana a primeira rodada de negociações da campanha salarial. Ao todo, foram quatro encontros produtivos, marcados pela apresentação de dados financeiros, contextualização econômica e argumentação em defesa dos itens da pauta reivindicatória.

A contraproposta apresentada pelo CPQD ao final das discussões garante o IPCA do período (10,67%) nos salários e benefícios. A falta de propostas contemplando aumento real ou reduzindo custos dos benefícios para os funcionários, como TPPM e coparticipação, fez a negociação evoluir para o oferecimento de um abono de R$ 1.600,00, nos mesmos moldes do ano anterior.

Em relação ao Vidalink, o valor teto passaria de R$ 300,00 para R$ 350,00. O CPQD também aceitou o benefício de auxílio babá e a manutenção dos itens já praticados no Acordo Coletivo de Trabalho vigente, como a concessão dos dias pontes sem a necessidade da compensação das horas. Nas tratativas referentes ao demais tópicos, a empresa propôs a assinatura de um termo se comprometendo a:

  • No prazo de 90 dias, firmar um acordo sobre teletrabalho com o SINTPq. De antemão, o CPQD garante um auxílio home office mensal no valor mínimo de R$ 100,00, retroativo a novembro/2021;
  • Implementar um plano de carreira em 2022, incluindo sindicato e trabalhadores na discussão do mesmo;
  • Abrir diálogo junto ao SINTPq sobre a TPPM;
  • No momento da renovação do plano médico, chamar o sindicato para discussão a respeito da coparticipação.

Ao longo das negociações, o sindicato deu ênfase ao aumento de gastos enfrentado pelos funcionários na pandemia. Apesar da empresa utilizar o argumento de que também houve diminuição de custos, como nos gastos com transporte, o SINTPq foi contundente ao demonstrar como as despesas com home office e o aumento nas contas do lar impactaram o orçamento doméstico.

Com base nos fatores mencionados acima, o sindicato reiterou a importância da valorização do salário líquido dos trabalhadores. Um dos caminhos para isso apontados pelo SINTPq é a redução dos descontos provenientes da TPPM e da coparticipação, além da ajuda de custo para home office, pontos que serão discutidos durante 2022.

Assim que a proposta for oficializada ao sindicato, para divulgação na íntegra aos funcionários, será agendada assembleia. Como sempre, a decisão pela aceitação ou recusa será dos trabalhadores e trabalhadoras do CPQD.

Enquanto a assembleia não chega, reflita sobre as condições oferecidas, analise a conjuntura, converse com seus colegas e mantenha contato com o sindicato. Momentos decisivos como esse exigem muito diálogo e participação.