Menu

Negociações com data-base em agosto já estão em andamento

Em votação, os profissionais do CNPEM rejeitaram por ampla maioria a primeira contraproposta do Centro Em votação, os profissionais do CNPEM rejeitaram por ampla maioria a primeira contraproposta do Centro

Durante o mês de agosto e começo de setembro, o SINTPq deu início a maioria das negociações com essa data-base. Em algumas delas, as campanhas salariais já foram encerradas, com a aprovação dos profissionais em assembleia. Nas demais, as contrapropostas deverão ser definidas em breve e, em seguida, novas assembleias serão convocadas.

Na FEALQ, o Acordo Coletivo de Trabalho 2018/2019 foi fechado ainda em 1º de agosto. A negociação do sindicato garantiu resultados positivos para os funcionários e funcionárias, como a obtenção de 1,02% de aumento real (acima da inflação) em todos os salários.

As negociações na JAPH também foram encerradas no início de agosto. O novo acordo garantiu a recomposição salarial conforme o IPCA (4,48%). Outras importantes garantias foram obtidas, como a continuidade das homologações com a assistência do sindicato e a ultratividade do Acordo Coletivo, o que garante sua validade até que um novo seja assinado.

CNPEM entra em segunda rodada negocial

Em assembleia no dia 24 de agosto, os profissionais do CNPEM rejeitaram a primeira contraproposta da empresa, que sequer reajustava os benefícios econômicos. Após a recusa por ampla maioria, os funcionários discutiram as prioridades para a nova rodada negocial, sendo elas:

  • • Reajuste salarial de 6% | IPCA (4,48%) + 1,52% de aumento real;
  • • Aplicação do mesmo índice nos benefícios e na tabela de participação.

Os trabalhadores também defendem a garantia da data-base, a melhoria do transporte fretado e a aplicação do plano de carreira e das avaliações de desempenho.

Data-base novembro

Em relação às empresas com data-base em novembro, o SINTPq realizou uma bateria de assembleias para deliberar suas respectivas pautas de reivindicações. As discussões aconteceram nas empresas SIDI, NXP, CTC, FACTI, Syntech, Venturus, FITec, Eldorado, Cargill, CPqD, Daitan e Monsanto.

Entre os itens mais demandados pelos trabalhadores, estão a correção salarial pelo IPCA e 3% de ganho real, reajustes no VR/VA, melhorias no auxílio creche e licença paternidade de 20 dias. O sindicato enviou as pautas formalmente às empresas e aguarda a abertura das negociações. Assim que as contrapropostas forem apresentadas, os funcionários serão convocados para manifestarem seu voto.

voltar ao topo