Amazul anuncia retorno ao trabalho presencial e SINTPq apresenta questionamentos

É inevitável questionar o porquê desse retorno às pressas, com anúncio tão repentino. A empresa não poderia comunicar o regresso com maior antecedência e fazê-lo de forma gradual?

16/07/2021

Na manhã de hoje, dia 16, o SINTPq foi informado sobre o anúncio da Amazul convocando o retorno integral ao trabalho presencial na segunda-feira (19). Ao ser procurado pelo sindicato, o jurídico do SINTPq informou que o regresso integral ao regime presencial está de acordo com as atuais normas do governo estadual. Mesmo assim, algumas considerações precisam ser feitas a respeito do posicionamento da Amazul.

Primeiramente, é inevitável questionar o porquê desse retorno às pressas, com anúncio tão repentino. A empresa não poderia comunicar o regresso com maior antecedência e fazê-lo de forma gradual? Esse retorno impacta diretamente a vida dos funcionários. É necessário que cada trabalhador e trabalhadora tenha um tempo mínimo para organizar sua rotina e locomoção.

Outras questões fundamentais ainda não foram detalhadas pela Amazul. Com a totalidade dos funcionários atuando presencialmente, quais serão os protocolos de segurança? Como serão evitadas aglomerações nos horários de chegada, de almoço (nos refeitórios) e de saída? O que será feito quando houver casos suspeitos ou confirmados entre os funcionários?

O SINTPq está questionando a empresa sobre todos esses pontos e acompanhará a questão de perto. A partir de segunda-feira, o sindicato solicita que todos os funcionários denunciem eventuais problemas nas medidas de segurança. Os apontamentos poderão ser feitos a qualquer momento no Canal de Denúncias disponível no site do SINTPq.