Após debate aprofundado, assembleia aprova contraproposta do IPT

Com a aprovação, a data-base será antecipada para março e os salários e benefícios serão corrigidos em 10,33% (IPC-FIPE).

31/03/2022

Durante assembleia presencial e online realizada nesta quinta-feira, dia 31, os profissionais do IPT aceitaram a contraproposta do instituto em votação apertada. Com isso, a data-base será antecipada para março e os salários e benefícios serão corrigidos em 10,33% (IPC-FIPE).

Com o resultado da assembleia, não será garantido no Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) a aplicação das cláusulas de Vale Refeição, creche para os pais e horas extras em caso de decisão favorável no TST (Tribunal Superior do Trabalho). Isso porque elas serão correspondentes ao ACT 2021/22, sendo que o acordo aprovado hoje é baseado no de 2020/21, que não possuía tais itens. Este resultado demonstra que a pressão inflacionária sobre os salários é muito grande, fazendo com que os trabalhadores aceitem a recomposição o quanto antes.

Em relação ao Dissídio, o TST aceitou o pedido do IPT para não cumprimento da sentença do TRT (Tribunal Regional do Trabalho) apenas em relação aos benefícios de creche, VR e horas extras. O tribunal não se manifestou sobre a suspensão do reajuste, o que, no entendimento do SINTPq, significa a obrigatoriedade do pagamento imediato. Entretanto, o IPT já está movendo questionamentos sobre a decisão, sendo necessário aguardar a resposta do tribunal.

Havendo novidades nos processos, os ipteanos e ipteanas serão informados. O SINTPq agradece a participação de todos e todas na assembleia de hoje. A discussão foi profunda e produtiva, sendo possível sanar as dúvidas e analisar todos os fatores em jogo. A expectativa do sindicato é de que as próximas assembleias sejam ainda mais participativas, pois somente com muito engajamento será possível enfrentar o difícil cenário vivido no IPT.