Assembleia com trabalhadores da Amazul define mobilizações para a campanha salarial

17/09/2021

 

Em assembleia online na noite de ontem, dia 16, os profissionais da Amazul deixaram claro que não aceitarão mais o descaso da empresa com a campanha salarial. Já são meses sem contraproposta, sempre terceirizando a responsabilidade para a SEST. Para por fim nesse “banho maria”, os trabalhadores deliberaram uma série de ações a serem implementadas nos primeiros dias.

No primeiro passo, será iniciada uma campanha de mobilização nas redes e também presencialmente. O movimento online se dará por meio de publicações denunciando o desrespeito contra os funcionários. No âmbito presencial, será encaminhada a produção e utilização de adesivos temáticos, como feito em campanhas salariais anteriores. 

Além das iniciativas mobilizatórias, a assembleia também autorizou o SINTPq a buscar uma mediação no TRT (Tribunal Regional do Trabalho). Se a gestão da Amazul pretende seguir terceirizando a responsabilidade da negociação coletiva dos seus próprios funcionários, terá que fazer isso na frente de um juiz. Além da mediação, no prazo de 15 dias, o sindicato convocará nova assembleia para discutir a deflagração de Estado de Greve. Em breve, será definido se essa assembleia será virtual ou presencial. 

Outro ponto muito tratado na assembleia foi a defasagem acumulada. Em função da campanha salarial 2020 seguir aguardando definição no TRT, na prática, os funcionários estão sem recomposição desde janeiro de 2019. Neste cenário, considerando apenas o período entre jan/19 e ago/21, a perda salarial na Amazul já atinge aproximadamente 10%.

O sindicato e os profissionais que participaram da assembleia estão dispostos a fortalecer esse movimento em busca de respeito aos salários e direitos de todos. Entretanto, é preciso que o conjunto dos trabalhadores e trabalhadoras da Amazul se engaje nesta causa. Somente dessa forma os resultados pretendidos serão alcançados. 

Repasse as informações da campanha salarial para seus colegas, utilize e compartilhe os adesivos e publicações nas redes que em breve estarão disponíveis e, principalmente, apoie o trabalho do SINTPq tornando-se sócio ou sócia. Quanto mais associados, maior a representatividade e os recursos para fornecer a estrutura jurídica e material necessária na defesa dos interesses dos funcionários.

Plantão jurídico

O SINTPq definiu com seu departamento jurídico um plantão mensal para atendimento aos associados. Os atendimentos com o jurídico serão realizadas toda primeira quarta-feira do mês, de forma online, entre 17h30 e 19h. Os agendamentos devem ser feitos pelo e-mail processos@sintpq.org.br. As consultas serão individuais, com duração de 30 minutos cada. 

É válido lembrar que o contato direto com o advogado do SINTPq é um direito exclusivo dos profissionais sindicalizados. Se você é associado e possui dúvidas jurídicas, não deixe de marcar um atendimento.