Campanha salarial do CNPEM é concluída com avanços nas relações de trabalho

Reajuste de 11% e criação de comissão permanente de negociação estão entre as principais conquistas

19/07/2022

Em assembleia com expressiva participação dos trabalhadores e trabalhadoras, a campanha salarial do CNPEM (Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais) — empresa responsável pelo acelerador de elétrons Sirius, entre outros importantes projetos da ciência brasileira — foi encerrada na manhã de hoje, dia 19 de julho. Por ampla maioria, a contraproposta negociada pelo SINTPq foi aprovada. Com isso, os salários e benefícios serão reajustados em 11%. O vale alimentação terá um aumento maior, de 13,3%, passando para R$ 679,80/mês. A assembleia foi realizada nas dependências do Centro e reuniu mais de 200 profissionais.

Outros importantes avanços foram alcançados nesta campanha salarial, que foi marcada por um produtivo diálogo. O CNPEM aceitou discutir o calendário do próximo ano em nova negociação com o sindicato, a partir de setembro. Dessa forma, um termo aditivo ao Acordo Coletivo de Trabalho será discutido com esse fim. O objetivo do SINTPq é garantir um recesso de fim de ano aos empregados, sem necessidade de compensação ou férias coletivas.

A campanha salarial deste ano também conquistou a criação de uma comissão permanente com a participação de Lidiana Moraes e Pedro Martins, dirigentes sindicais e profissionais do CNPEM. Essa comissão dialogará mensalmente com a direção do Centro, buscando melhorias nas relações de trabalho, acolhendo denúncias e levantando sugestões.

Dirigente do SINTPq e profissional do CNPEM, Lidiana Moraes se pronuncia durante assembleia com os trabalhadores e trabalhadoras (FOTO: Fernando Almeida/SINTPq)

“O debate junto ao Centro não estará mais limitado às campanhas salariais. Todo trabalhador e trabalhadora poderá nos procurar pautando questões a serem tratadas com o CNPEM. É uma nova era de representatividade e participação democrática”, pontuou a dirigente Lidiana Moraes. O presidente do SINTPq, José Paulo Porsani, também avaliou de forma positiva o processo negocial e seu desfecho.

“Desde a construção da pauta reivindicatória, os trabalhadores participaram ativamente. A direção do Centro, por sua vez, não se negou a discutir nenhum item demandado. O resultado desse processo democrático e respeitoso pôde ser referendado na assembleia de hoje. Concluída essa etapa, deixo o convite para que os profissionais do CNPEM se associem ao SINTPq. Isso garante mais representatividade, mantém nossa estrutura e fortalece o sindicato nas negociações coletivas”, concluiu Porsani.

Para ser sócio ou sócia do SINTPq, basta preencher o formulário disponível no site do sindicato. Além de contribuírem com a luta coletiva, os associados e seus de pendentes contam com benefícios exclusivos, como imóveis na praia, clube de descontos e assistência jurídica no escritório advocacia Cremasco. Confira os detalhes e o formulário associação no link.