IPT se manifesta sobre dissídio nesta terça-feira enquanto Doria abre caminho para reajuste aos servidores

O SINTPq espera que o instituto tenha o bom senso de não recorrer ao TST (Tribunal Superior do Trabalho), prolongando ainda mais o processo.

07/03/2022

Conforme comunicado anteriormente, o TRT (Tribunal Regional do Trabalho) manteve sua decisão em favor do sindicato e dos trabalhadores diante dos embargos declaratórios protocolados pelo IPT no Dissídio 2021. Desde então, a direção do instituto não se manifestou sobre o cumprimento da decisão do tribunal. Esse posicionamento, muito provavelmente, será apresentado na live agendada para amanhã, às 10h, no canal do IPT.

O SINTPq espera que o instituto tenha o bom senso de não recorrer ao TST (Tribunal Superior do Trabalho), prolongando ainda mais o processo. O Governo Estadual tem recursos mais do que suficientes para garantir o reajuste referendado pelo TRT. Prova disso está no fato de João Doria ter enviado à ALESP, no dia 3 de março, um projeto que prevê reajuste de até 20% para servidores da saúde, segurança e outras áreas.

Uma vez que existem recursos, não há motivo para o IPT prolongar os prejuízos impostos aos seus profissionais, que sofrem com a defasagem salarial diante de uma inflação galopante. Com boa vontade e articulação política junto ao GESP, esse problema poderia ser resolvido sem mais embates judiciais.

Caso esse não seja o caminho escolhido pelo IPT, ficará claro que o discurso de valorização dos empregados está muito mais presente no campo do marketing do que na esfera prática. Que a transmissão de amanhã, Dia Internacional da Mulher, traga boas notícias aos ipteanos e ipteanas.

Neste momento decisivo, a participação de todos e todas é fundamental. Acompanhe a live do IPT, envie suas dúvidas e convide seus colegas a fazerem o mesmo. Quanto mais trabalhadoras e trabalhadores engajados, mais forte será a luta coletiva.