Amazul: Veja orientações do SINTPq sobre a adesão ao PCRC

31/05/2014

mazul que desejarem se enquadrar no novo Plano de Carreira, Remuneração e Cargos (PCRC) e receberem ainda no salário do mês de junho têm até o próximo dia 05, quinta-feira, para optarem pelo Plano. O SINTPq adverte que: considerando o curto prazo e a ausência de informações sobre pontos e procedimentos (mecanismos de progressão na carreira) os FUNCIONÁRIOS NÃO DEVEM ASSINAR O TERMO DE ADESÃO. O SINTPq ainda não concordou com o termo de adesão, pois informações essenciais não foram divulgadas pela empresa.

Na próxima quarta-feira, dia 04, às 15h, o SINTPq se reúne novamente com o DEST, em Brasília, para discutir os impactos do novo PCRC na vida dos trabalhadores a fim de que nenhum funcionário da Amazul seja prejudicado com a migração para o novo Plano.

Alertaremos ainda ao órgão fiscalizador que o QUINQUÊNIO é um direito dos trabalhadores da Amazul e que não se pode abrir mão dele no PCRC. O benefício do quinquênio deve ser mantido, pois faz justiça aos trabalhadores que há décadas estão nos postos de trabalho construindo a empresa.

Outro grave ponto de discussão é a situação de 100 empregados contratados via concurso público. Este concurso dispunha de algumas nomenclaturas para a carreira administrativa para vagas que sempre foram exercidas na carreira técnica. Na migração para o PCRC estes trabalhadores serão prejudicados, pois deixarão de ser enquadrados como especialistas já que estão desenquadrados de suas funções devido à contratação errada.

Temos ainda outros 100 trabalhadores que, somados todos os adicionais, quando migrarem para o novo PCRC terão um salário menor que o recebido atualmente, sendo direcionados ao primeiro nível da nova tabela.

O SINTPq PROPÕE DE IMEDIATO À AMAZUL:

 - SUSPENSÃO DO PRAZO DE ADESÃO AO PCRC (05 DE JUNHO);

- INFORMAR A TODOS OS EMPREGADOS AS REGRAS DE PROGRESSÃO NO NOVO PCRC;

- DISCUTIR COM O SINDICATO O TERMO DE ADESÃO!

ATENÇÃO: EM BREVE SERÁ CONVOCADA UMA NOVA ASSEMBLEIA GERAL