Data-base tem início e FIPT segue ignorando as reivindicações dos trabalhadores

02/06/2017

Passados mais de dois meses do protocolo da pauta de reivindicações, feito em 23 de março, a diretoria da FIPT ainda não apresentou resposta aos trabalhadores. Ontem, dia 1º de junho, iniciou-se o período da data-base 2017/18 e, mesmo assim, a empresa segue ignorando o processo negocial e seus profissionais.

A direção da FIPT sinalizou que as negociações começariam, mas não se manifestou nem mesmo para garantir a preservação da data-base.

Os trabalhadores e trabalhadoras da FIPT não merecem tamanho descaso e não podem mais esperar. A diretoria do SINTPq intensificará as cobranças e, caso a procrastinação continue, tomará as medidas cabíveis e necessárias.