FIPT: Empregados aprovam contraproposta da empresa

14/09/2017

Após votação em assembleia na terça-feira, dia 12, os profissionais da FIPT aprovaram a contraproposta da empresa e encerraram a campanha salarial 2017/18.

As condições oferecidas pela direção da FIPT deixaram muito a desejar. O reajuste salarial e dos benefícios, por exemplo, será feito apenas com base na inflação do período (3,34%). O único avanço obtido foi a ampliação da licença paternidade para 20 dias. Com a aceitação em assembleia, o novo acordo será registrado no Ministério do Trabalho e, após isso, estará disponível no site do Sindicato.

O principal motivo para a aprovação da contraproposta foi a preocupação dos empregados com a “reforma” trabalhista, que entra em vigor no dia 11 de novembro. A partir dessa data, a ultratividade dos Acordos Coletivos de Trabalho será extinta. Com isso, benefícios poderão ser cancelados após o término da vigência do ACT. Esse receio em relação às mudanças na legislação trabalhista demonstra como os direitos e conquistas dos trabalhadores estão em risco.

Momentos como este reforçam a necessidade do trabalho conjunto entre Sindicato e trabalhadores. Sem o fortalecimento da representatividade, por meio da sindicalização, será impossível manter a atuação do SINTPq e os direitos existentes hoje nas próximas campanhas salariais.

Seja sócio do Sindicato e fortaleça a luta contra os retrocessos nas relações de trabalho!